24/10/2011 às 08:39h
Com time B, vôlei masculino inicia busca pelo bi nos Jogos Pan-Americanos

 

bruno voleiAlexandre Arruda/CBV

Bruno será o capitão da seleção brasileira, que aposta em jovens destaques da Superliga no Pan do México

Publicidade

Quatro dias depois de a seleção brasileira feminina de vôlei conquistar a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, é a vez de os homens pisarem em quadra. Nesta segunda-feira (24), o time nacional faz sua estreia em Guadalajara, encarando o Canadá às 21h (horário de Brasília).

No México, o Brasil aposta em um time B para conquistar a taça. Os jogadores estarão sob o comando do assistente técnico Rubinho, uma vez que Bernardinho optou por ficar em Saquarema preparando o time principal para a Copa do Mundo, torneio que será realizado no próximo mês, no Japão, e dá três vagas para a Olimpíada de Londres.

Ainda assim, o time verde-amarelo está longe de ser fraco. Sob o comando do levantador Bruno e do central Gustavo, ambos donos de uma série títulos na carreira, a seleção contará com nomes de jovens que são destaques na Superliga e que prometem protagonizar histórias de sucesso na seleção.

É o caso dos opostos Wallace Martins e Wallace Souza, do central Éder, dos ponteiros Thiago Alves e Maurício e do líbero Mario Júnior. Mesmo distante, Bernardinho garante que vai estar de olho em tudo o que acontecer em Guadalajara:

- O Pan é uma etapa e faz parte do processo que é o nosso trabalho na seleção brasileira. Por isso, vou estar em contato permanente com o Rubinho, que vai ser o treinador da equipe em Guadalajara. Fazemos um trabalho juntos e vou acompanhar todos os jogos e, claro, trocar alguma opiniões com ele. Sempre é assim e, desta vez, não será diferente.

Já Bruno promete ajudar os novatos, ao mesmo tempo em que admite a própria ansiedade:

- É o primeiro Pan de vários jogadores e isso pode gerar ansiedade. Vou fazer o que puder para ajudar. Eu também sou novo e imagino que também vou sentir o frio na barriga, mas vou tentar passar um pouco de tranquilidade na hora que for necessário.

Três vezes campeã do Pan (1963, 1983 e 2007), a seleção terá como principal rival em Guadalajara o time de Cuba, atual vice-campeã mundial e que viajou com a equipe completa. A Argentina também foi ao México com seus principais atletas. Nada, porém, que coloque medo em Bruno:

- Eles estão com equipes muito fortes, mas sempre entramos em uma competição para brigar pelo título. Temos um time de qualidade e sabemos que temos condições de buscar essa medalha de ouro para o Brasil.

Quanto ao Canadá, Rubinho pede cuidado:

- O Canadá tem um time jovem, que já conhecemos, e que mostra um bom poder defensivo. Essa é uma característica deles. É uma equipe muito voluntariosa e que trabalha bem esse aspecto defensivo. Por isso, temos que jogar sacando e passando bem, além de ser necessário ter paciência no ataque.
 

 


 

A Rede Record transmite os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara com exclusividade para a televisão aberta, ao lado da Record News. O R7 tem transmissões ao vivo das competições e uma cobertura completa dos eventos.

A emissora também mostrará a Olimpíada de Londres 2012 com exclusividade na TV aberta brasileira, e também pela internet. A Record detém ainda os direitos de transmissão dos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015 e da Olimpíada do Rio de Janeiro 2016
Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2021 - Grupo Nova Visão de Comunicação - /Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121