20/03/2023 às 04:42h
Juiz determina proteção de frentista que matou jovem a facadas

Khayo Ribeiro

[email protected]


Juiz da 11ª Vara Criminal de Cuiabá, magistrado Marco Faleiros, determinou que "todas as cautelas necessárias" sejam adotadas pelo sistema prisional para proteção do frentista Antônio Aluízio da Conceição, que matou a facadas sua ex-namorada, a jovem Emilly Bispo da Cruz.

 

Conforme noticiado pela reportagem, Antônio foi preso no final da tarde de quinta-feira (16), horas após desferir diversas facadas contra a vítima na rua em frente do filho de 4 anos de Emilly. Na sexta-feira (17), o frentista passou por audiência de custódia e teve sua prisão em flagrante convertida para preventiva.

 

Leia também - Botelho apela para que STF não 'mude o entendimento'

 

Decisão do magistrado foi divulgada na sexta-feira e destacou que Antônio relatou temer se agredido. Neste contexto, ainda que o frentista não tenha apresentado qualquer justificativa da motivação sobre o temor, o juiz determinou que o sistema prisional redobre os cuidados em torno da segurança do jovem.

 

"Embora o autuado tenha informado que pode ser agredido na Penitenciária Central do Estado, não justificou em que consistiria tal questão. Não obstante a não justificação da alegação, determino ao Sistema Prisional que tome todas as cautelas necessárias à preservação da integridade física do autuado, ainda que isso implique na transferência a outra unidade prisional, caso seja necessário", narra trecho da decisão.

 

Caso

Assassinato de Emilly ocorreu em uma das ruas do bairro Pedra 90, em Cuiabá, na manhã de quinta-feira. Vítima andava com o filho pela via quando foi surpreendida pelo ex-namorado.  

 

Armado com uma faca, Antônio desferiu diversas facadas contra a jovem na frente do filho de Emilly. Toda ação foi flagrada por câmera próxima ao local.  

 

Com a ampla divulgação do caso nas redes sociais, irmã de Antônio entrou em contato com advogada, que orientou o jovem a se entregar. Prisão do assassino foi realizada em uma casa abandonada do bairro Parque Cuiabá, no final da tarde de quinta-feira.  

 

Na chegada à delegacia, Antônio foi alvo de diversos xingamentos por populares que estavam próximos ao local, dentre eles de "assassino" e "covarde". Submetido a interrogatório, jovem confessou o crime.  

 

À polícia, Antônio afirmou que ele Emilly começaram o relacionamento no final de 2021. Ao longo dos anos, se separam duas vezes, sendo que o último término foi 24 dias antes do assassinato. Fim do namoro ocorreu após jovem pedir Emilly em casamento e não obter resposta.  

 

Ainda em seu depoimento, Antônio disse que conhecia a rotina de Emilly e pegou uma motocicleta emprestada para ir falar com a jovem no início da manhã, quando ela levava o filho para a creche. Armado com uma faca, o jovem saiu de casa para saber qual seria a resposta da ex-namorada sobre o pedido de casamento.  

 

Contudo, segundo Antônio, ao avistar o ex-namorado Emilly começou a gritar por socorro, ocasião em que o jovem passou a esfaquea-la.

Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2024 - Grupo Nova Visão de Comunicação -CNPJ 07.296.611/0001-78 - Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121