22/09/2021 às 09:00h
“Que os animais sejam partes de uma família, ganhe um lar, amor e carinho”, ressalta a AADAC.
Por Claudemir Lima/Alto norte.


Nesta quarta-feira (22), entrevistamos os profissionais da comunicação, Solange Priscila de Souza e José Paulo, voluntários da AADAC.

Por Claudemir Lima

Claudemir Lima, José Paulo, Solange Priscila e Rosely Pereira Foto por: selfie/Rosely Pereira

Nesta quarta-feira (22), recebemos no estúdio da Aliança FM, a presidente da AADAC (Associação dos Amigos em Defesa dos Animais de Colíder)Solange Priscila de Souza, apresentadora de TV, juntamente com José Paulo, empresário da comunicação e apresentador de TV.

Priscila e José Paulo abordaram sobre os trabalhos desenvolvidos pela AADAC junto a comunidade, realizando a proteção e o amparo aos animais.

A AADAC surgiu em 2015 por iniciativa de um grupo de amigos que se sensibilizaram com algumas situações de abandonos e maus tratos de animais.

“Cada um começou tratando os animais em frente de suas residências até que se reuniram e chegaram a criação do CNPJ da Associação para buscar uma regularização”, descreveu Priscila.

O objetivo da AADAC é promover a conscientização das pessoas sobre a “importância do cuidado dos animais que estão abandonados”.

Priscila explicou que a AADAC faz resgate de gatos, cães e, por vezes, aves atropeladas ou filhotes que caem dos ninhos. A entidade tem contado com apoio irrestrito e voluntário do Drº Cícero Antônio Bezerra Marques de Sá, da Veterinária e Pet Shop Bicho Mimado.

A presidente da AADAC destacou ainda que vem sendo desenvolvida uma parceria e conversação com o poder público municipal. Ela agradeceu o apoio do prefeito municipal, Hemerson Máximo (Maninho) e do secretário de governo, Ed Motta.

A AADAC já tem um projeto protocolado, mas aguarda trâmites burocráticos. “Nós temos sido muito bem recebidos pelas entidades e pelo poder municipal”, concluiu.

Por ainda não ter uma sede própria, a AADAC conta com a sensibilidade das famílias voluntárias que doam espaços para o acolhimento dos animais resgatados.

Para o pagamento de medicamentos utilizados nos tratamentos de animais resgatados, são feitas campanhas na TV Record local.

Atualmente, a diretoria da AADAC está composta por 12 membros e aproximadamente 17 voluntários auxiliam nas atividades.

Priscila enfatizou que o objetivo da AADAC é que os animais resgatados sejam adotados pelas famílias. “Eu, José Paulo e nossa equipe buscamos a humanização. Nosso objetivo realmente é os animais sejam partes de uma família, ganhe um lar, amor e carinho”.

José Paulo reforçou sobre o valor da conscientização e reiterou que a partir do momento que o animal é adotado ele se torna parte da família. “E família não se pode colocar para fora, não pode se desprezar, porque o bichinho também tem sentimentos. Da mesma forma que você tem sentimentos por ele, ele também tem por você”.

“Todos podem fazer a sua parte”, disse José Paulo. E acrescentou: “no dia a dia, no seu bairro, você pode fazer algo pelos bichinhos que precisam de verdade”.

Quem quiser ser voluntário ou queira doar recursos, alimentação, remédios, entre outras benfeitorias para a AADAC em prol dos animais resgatados, pode entrar em contato por meio do telefone (66) 99712-2242.

“A AADAC trabalha de forma voluntária. Nós não temos um recurso definido (mensal). Nós recebemos valores voluntários para que a gente possa estar mantendo esses animais”, concluiu.

.

Solange Priscila, José Paulo e Claudemir Lima  Foto por: Altonorte
Solange Priscila, José Paulo e Rosely Pereira  Foto por: Altonorte

Para mais detalhes da entrevista, veja os vídeos abaixo:


Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2021 - Grupo Nova Visão de Comunicação - /Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121