28/07/2021 às 12:15h
Mendes banca Dilmar na liderança e lembra 'injustiça sofrida'
LÍDER SOB INVESTIGAÇÃO
Pablo Rodrigo/GD

O governador Mauro Mendes (DEM) praticamente garantiu a permanência do deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM) na liderança do governo na Assembleia Legislativa (ALMT). Mendes disse que esperará a Justiça e lembrou o episódio da Operação Ararath, na qual foi alvo de busca e apreensão em 2014, porém, não chegou a ser indiciado.  

 

"Eu já tive o meu nome lançado pelo Ministério Público com dúvidas. E depois de algum tempo o próprio Ministério Público Federal reconheceu, a Polícia Federal reconheceu e o juiz reconheceu que aquela dúvida estava completamente equivocada", disse o governador nesta segunda-feira (26).  

  

Mendes chegou a sofre um mandado de busca e apreensão por conta de um empréstimo junto ao delator da Ararath, Júnior Mendonça. Porém, o empréstimo de R$ 3 milhões não tinha nenhuma relação com as investigaçõs.  No caso de Dal Bosco, ele foi denunciado em duas ações no âmbito da Operação Rota Final.

 

O líder de Mendes  é acusado de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude na licitação do transporte coletivo intermunicipal promovida pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) e a Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Ager).  

 

Apesar das denúncias, Mendes lembra que os fatos investigados ocorreram em gestões passadas, e que Dilmar sempre agiu de forma correta em seu governo, e que "nunca pediu nada de errado, nós nunca oferecemos a ele nada de errado, a nossa relação é muito correta".   

 

"Se houve algo do passado que está sendo objeto lá em tempos remotos, não da nossa administração, objeto de uma investigação Pelo Ministério Público de uma análise pelo judiciário ele vai ter que responder certamente por isso, como qualquer um tem que responder", lembrou.  

 

"Não podemos condená-lo antes da hora, quem poderá condenar é a análise do judiciário. (...) Então senhores eu não vou condenar ninguém antes que essa condenação ocorra", completa.  

 

Dilmar Dal Bosco é líder do governo Mauro Mendes desde janeiro de 2019. Sobre as denúncias, o deputado ainda não se manifestou.

Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2021 - Grupo Nova Visão de Comunicação - /Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121