06/04/2021 às 07:47h
Mauro diz que Justiça e MP têm adotado posturas do Executivo
'DECIDINDO PELAS AUTORIDADES'
Khayo Ribeiro

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), afirmou nesta terça-feira (6) que tanto o Judiciário quanto o Ministério Público têm adotado medidas da competência do Executivo.

 

Em entrevista ao Jornal da CBN Cuiabá, o governador disse que a extrapolação de competências vivida entre os poderes tem sido uma realidade a nível nacional, o que estaria causando "desordem" e "confusão".


Mauro foi questionado a respeito das ações propostas pelo Ministério Público de Mato Grosso e as determinações da Justiça no estado em meio à pandemia. Em resposta, afirmou que as falas dissonantes dos poderes têm causado prejuízos à população.

 

"O presidente fala uma coisa, um governador fala outra, prefeitos falam outra coisa, o Judiciário fala uma coisa em um estado e outra coisa em outro estado. O Brasil vive um momento de desordem, de desequilíbrio", afirmou.

 

"Esse desequilíbrio leva a ter decisões conflitantes e aí o cidadão, que é o menos culpado, fica sem saber se ele houve o presidente, o governador ou o prefeito, porque cada um fala uma coisa", acrescentou.

 

Na entrevista, o governador apontou que a falta de diálogo entre os poderes se deve ao fato de que não houve uma "voz única" que conduzisse os gestores na tomada de decisões sobre o combate à pandemia.

 

Neste cenário, para o democrata, o Judiciário e o MP adotaram posturas que extrapolavam suas competências.

 

"Então, o Ministério Público e o Judiciário acabam decidindo coisas que prefeitos e autoridades não decidem. Um decide e o outro não faz, um decide uma coisa e outro vem querendo mudar. Com todo respeito, virou uma coisa meio bagunçada”, acrescentou o governador", disse o governador.

Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2021 - Grupo Nova Visão de Comunicação - /Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121