01/12/2020 às 07:40h
Governo Bolsonaro retoma crédito fundiário em Mato Grosso
50 FAMÍLIAS
Da assessoria

Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá) mais uma vez será contemplada por ações do governo federal, e dessa vez, num projeto piloto com 50 famílias que serão atendidas pelo Programa Nacional do Crédito Fundiário, antigo Banco da Terra. Parado desde 2012, o processo marca a retomada Crédito Fundiário em Mato Grosso.


De acordo com o líder da bancada no Congresso Nacional, deputado federal Neri Geller (PP), a iniciativa é uma modalidade diferenciada de acesso ao crédito para a compra do imóvel rural, garantindo acesso facilitado ao financiamento, em condições acessíveis ao produtor. “Isso mostra o compromisso do presidente Bolsonaro com Mato Grosso. As negociações estão em andamento entre Mapa, Incra, Seaf, Banco do Brasil, e por fim, perto de ser tornarem realidade”, comemorou o parlamentar.


Após ser aprovado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a Secretaria de Estado Agricultura Familiar (Seaf) encaminhou toda a documentação para a Superintendência do Banco do Brasil e agora já seguem os trâmites do financiamento. O valor total da negociação é de R$ 6 milhões numa área de 347.0323 hectares, ou seja, R$ 17 mil/ha.


Neri Geller garante ainda que o município de Lucas do Rio Verde está se tornado um importante mercado consumidor e fornecedor. “Os agricultores estão conscientes sobre o papel que têm na cadeia produtiva, e com a instalação das famílias e o grande apoio que temos recebido da SEAF vamos dar robustez à produção de itens que serão comercializados em importantes frentes como a cesta básica, a merenda escolar e o PAA [Programa de Aquisição de Alimentos]”, comemorou.


O secretário de Agricultura do Estado, Silvano Amaral, afirma que serão investidos recursos para a formação de infraestrutura básica de atendimento comunitário. “A Empaer tem a função de auxiliar no processo de identificação e orientação das famílias, além de atuar na vistoria técnica da área e na elaboração do laudo agronômico demonstrando a capacidade produtiva do espaço. A Seaf não tem medido esforços para retomar com eficiência a execução do PNCF em Mato Grosso, e queremos fazer de Lucas do Rio Verde um projeto-modelo para as demais implantações no Estado”, declarou.


Os próximos passos serão a assinatura das minutas individuais do contrato por cada família, registro no cartório e pagamento da área.

Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2021 - Grupo Nova Visão de Comunicação - /Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121