26/11/2020 às 11:17h
Três consórcios vencem leilão de três lotes para concessão em rodovias de Mato Grosso
Da assessoria

Três consórcios conquistaram o leilão para concessão de três lotes de rodovias, no Mato Grosso, que demandarão investimentos próximos de R$ 1,5 bilhão. O certame foi realizado nesta quinta-feira (26) na B3, em São Paulo. Os consórcios Via Brasil MT, Via Norte Sul e Primavera MT serão responsáveis pela prestação dos serviços de conservação, recuperação, manutenção, implantação de melhorias e operação de estradas. Saíram vencedores os consórcios que ofereceram o menor valor de tarifa, com exceção do último lote, que foi disputado pelo maior preço de outorga.


No primeiro lote, a proposta vencedora foi da Via Norte Sul, que ofereceu o valor de tarifa de R$ 8,25. No segundo – que não teve outorga por ter um consórcio na disputa - a tarifa ficou em R$ 7,90 e a concessão ficará com a Via Brasil MT. Já o terceiro lote foi arrematado pelo consórcio Primavera MT, que fixou a tarifa do pedágio em R$ 7,90 e ofereceu um valor de outorga de R$ 1 milhão. O prazo da concessão será de 30 anos e abrangem 512 quilômetros de vias, nas regiões Sudeste, Centro-Sul e Norte do Estado.

 


“Este foi o segundo maior leilão de concessão rodoviária do Brasil em 2020. Estamos muitos satisfeitos com todo resultado. Nos incentiva a seguir com nossa forte agenda de infraestrutura. No próximo ano, vamos publicar mais um lote de concessão. Somando os sete contratos existentes de concessão e os quatro futuros contratos, o Mato Grosso terá mais de 2 mil km de rodovias em concessão, o que corresponde a 28% da malha pavimentada do estado”, analisa o governador Mauro Mendes.


O líder do poder executivo do Mato Grosso pontua ainda que sua gestão tem mais dois novos projetos de concessão em carteira até 2022, em um planejamento de longo prazo, que trazem inovações com foco em diretrizes de sustentabilidade e de uma matriz de indicadores de impacto econômico/governança, social e ambiental, alinhadas à Agenda 2030 da ONU e aos princípios de investimentos responsáveis.


O Grupo Houer, responsáveis pelos estudos do certame e especializado em estruturação e modelagem de empreendimentos de infraestrutura, também analisa que o balanço foi muito positivo. “Neste certame, adotamos o modelo híbrido, quando não há limitação de desconto na tarifa-teto do pedágio, porque proporciona financiabilidade para a concessão. Outro ponto relevante é a excelência na prestação de serviços com os resultados, visto que os vencedores dos lotes já atuam como concessionários e tem ampla expertise nesta atividade”, analisa o sócio diretor do Grupo Houer, Camilo Fraga.


O leilão de hoje promoveu a concessão de 140,6 quilômetros da MT-130, no trecho de Primavera do Leste a Paranatinga, além das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480, de Jangada a Itanorte, totalizando 233,2 quilômetros. Também compõe o programa: 138,4 quilômetros da MT-220, localizada entre Tabaporã e Sinop.

 

Todas servirão como modernas e seguras rotas de escoamento da produção agrícola, transporte de proteína animal e plantas de etanol, além de gerarem mais de 3 mil empregos diretos e indiretos para a região. Estas futuras concessões estão conectadas com eixos rodoviários e ferroviários federais. Passam por áreas de grande atividade agropecuária, com vocação ainda para ampliar suas atividades para segmento da mineração e madeira.

Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2021 - Grupo Nova Visão de Comunicação - /Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121