06/09/2020 às 07:37h
Esterilização: SUS faz 8 vezes mais laqueaduras que vasectomias em MT

Thalyta Amaral


Os procedimentos de esterilização femininas, as populares laqueaduras, foram realizados 8 vezes mais no primeiro semestre de 2020 em Mato Grosso que as vasectomias, cirurgia que interrompe a passagem dos espermatozoides para o pênis. As informações são do DataSUS.

 

De janeiro a junho foram realizadas 1.289 laqueaduras contra 149 vasectomias, o que representa 8,6 vezes mais o procedimento de esterilização feminino. No entanto, como a maior parte das laqueaduras é realizada durante o parto, não houve alteração grande alteração durante a pandemia da covid-19.


 

O mesmo não aconteceu com as vasectomias, cirurgias eletivas, que foram suspensas no período mais crítico da pandemia. Para se ter uma ideia, em abril foram realizadas apenas 5 vasectomias no estado, quando os procedimentos eletivos, especialmente os realizados pelos hospitais estaduais, foram suspensos.

 

Mas mesmo sem a pandemia do novo coronavírus, as mulheres passam mais vezes por procedimentos de esterilização. No primeiro semestre de 2019 foram 1.458 laqueaduras e 184 vasectomias, isto, 7,9 mais cirurgias entre as mulheres como método de planejamento familiar.

 

Em ambos os casos, pela lei 9.263 de 1996, para passar pela cirurgia é necessário ter mais de 25 anos, pelo menos dois filhos vivos e concordância do cônjuge. Depois de assinar o termo de autorização, é preciso aguardar um prazo mínimo de 60 dias, para caso a pessoa tenha tempo de mudar de ideia.

Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2020 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121