24/07/2020 às 11:30h
Deitar de bruços pode ajudar pacientes graves
COVID-19?

Imagens e vídeos espalhados pela internet mostram supostos pacientes em tratamento da COVID-19 em leitos, deitados de bruços. A cena desperta a curiosidade de muitos internautas. Deitar os doentes nessa posição pode salvá-los? Especialistas ouvidos pelo Estado de Minas respondem a essa pergunta. 

Os médicos explicam que o procedimento é antigo e conhecido no tratamento de síndromes respiratórias graves provocadas por qualquer tipo de doença.

A posição de bruços é chamada pelos médicos de "pronação". A técnica foi recomendada em março pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

.

"Essa já é uma estratégia utilizada em terapia intensiva quando o paciente apresenta quadro pulmonares graves, chamados Síndrome da Angústia Respiratória Aguda (SARA). O paciente é colocado nessa posição para que o tórax consinga expandir melhor e ventilar melhor", explicou o infectologista e professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Mateus Rodrigues Westin. 

 

Ele ainda ressaltou que essa estratégia tem sido usada em paciente com acometimento pulmonar – seja entubado ou não. "É um fato que tem sido usado, mas ainda não tem estudos consistentes de que realmente faça diferença. Mas, como já é uma prática utilizada para outros acometimentos, tem sido feita", acrescentou o especialista.

 

Funcionamento dos pulmões 

 

Ou seja, o posicionamento facilita o aumento do volume de oxigênio que entra nos pulmões. E médicos acreditam que isso pode servir para salvar vidas de pacientes infectados pela COVID-19 que estejam com extrema dificuldade de respirar.

"A parte mais pesada dos pulmões fica nas costas e se o paciente estiver de costas haverá maior dificuldade em respirar" explica o médico intensivista, pneumologista e coordenador do Hospital da Baleia, Mauricio Meireles Góes.

"Até então, era um método usado com o paciente já entubado. Mas, a pandemia mostra que também é eficaz em pacientes acordados. Muitos deles deixam de ser entubados. E isso é ótimo porque a entubação pode acarretar outros problemas como infeccões", acrescentou. 

 

Entretanto, ele é enfático ao dizer que não é uma técnica recomendada para ser usada em casa: "Caso tenha sintomas da COVID-19, como desconforto respiratório, procure atendimento hospitalar imediato".

Isso porque é necessário o monitoramento médico que se atenta a detalhes como oxigenação do paciente e, de acordo com a resposta, define as medidas a serem tomadas. 

Um vídeo que está viralizando no WhatsApp e que parece ter sido gravado em unidade de saúde do Distrito Federal faz menção à técnica. Confira:

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2020 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121