16/07/2020 às 03:39h
Sesp lança operação integrada na fronteira para reduzir homicídios na região
operação integrada na fronteira
Débora Siqueira/Sesp-MT

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) desencadeia nesta quinta-feira (16.07) a Operação Integrada Progressão I, na Região Integrada de Segurança Pública (Risp) de Pontes e Lacerda, visando a redução dos índices criminais de homicídio, roubo e tráfico de drogas, que nos primeiros cinco meses do ano de 2020, apresentaram aumento. A ação será lançada às 9h, na praça Miguel Gajardoni, no centro de Pontes e Lacerda.

De acordo com as informações preliminares do Observatório da Violência da Sesp, de 1º de janeiro a 12 de julho deste ano foram registrados 19 assassinatos na regional de Pontes e Lacerda, um crescimento de 90% se comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram notificados 10 homicídios.

O delegado regional de Pontes e Lacerda, Clayton Queiroz, disse que cerca de 80% dos crimes de homicídio na região são solucionados, contudo, a maioria deles está vinculada ao garimpo ilegal. “O problema é esse. O garimpo está ativo novamente e isso tem impacto na criminalidade”.

Para o comandante regional da Polícia Militar na Risp 12 – Pontes e Lacerda, tenente-coronel Sandro Barbosa da Silva, a região teve sete assassinatos este ano apenas na zona rural.

“É uma característica da região, onde há muitas comunidade rurais, as pessoas se embriagam, perdem a cabeça e atentam contra a vida do outro. Apesar do índice estar em 90%, houve redução, chegamos a ter 250% de casos a mais em relação ao mesmo período do ano passado. Os sistemas de inteligência das forças de segurança tem funcionado na região e acreditamos que após essa operação vamos efetivamente ter redução de números e se possível, vamos fechar o ano em queda em relação ao ano passado”.

Ele disse ainda que a cidade de Comodoro também tem puxado os índices para cima, aumentando os índices dos assassinatos. “Em relação aos roubos e furtos tem uma situação mais controlada na cidade. Houve redução próxima aos 30% nos roubos”.

Além da PM e da Polícia Civil, ainda participam da Operação Integrada Progressão I, policiais penais da Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária, Corpo de Bombeiros Militar, Politec, Ciopaer, Gefron. Também devem atuar integrantes de forças federais, além de integrantes das prefeituras municipais: fiscais de meio ambiente, vigilância sanitária e demais parceiros dos órgãos de segurança que elaboraram o planejamento para o emprego integrado das forças de segurança.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2020 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121