15/04/2020 às 11:30h
Bêbado, homem tenta subornar PM, diz ser sobrinho de deputado, faz ameaças e acaba preso

Homem de 38 anos foi preso na madrugada de terça-feira (14), em Várzea Grande, bêbado, após desacatar e oferecer propina de R$ 100 aos policiais militares que faziam o flagrante. Na ação, ele ainda ameaçou os servidores, dizendo que era ‘sobrinho de deputado’ e que eles não ‘eram ninguém’ para prendê-lo.

 

Conforme as informações repassadas pela Polícia Militar à imprensa, o suspeito, que não teve a identidade revelada, estava tentando invadir uma conveniência no bairro Guarita, em VG. Quando os policiais chegaram, o suspeito já havia deixado o local, mas foram informados de que ele estava em um Fiat Uno vermelho.


Mas, no caminho, ele foi flagrado retornando ao local e acabou sendo abordado. Visivelmente bêbado, estava com forte odor de álcool, olhos avermelhados, com fala embaralhada e agindo com arrogância e agressividade.

 

Disse aos policiais que era sobrinho de um deputado, não citou qual. Ainda declarou que os servidores ‘não eram ninguém para prendê-lo’. Diante dos fatos, ele foi preso em flagrante pelo crime de embriaguez ao volante, resistindo ao ato de prisão, foi necessário usar a força.

 

Dentro da viatura, disse aos policiais que pagaria R$ 100 para ser liberado. “Vamos lá para casa que nós resolveremos isso aqui, mas já vou dar R$ 100 para vocês”, teria ofertado o suspeito, alegando ainda que compra todos os juízes de Mato Grosso e que todos os policiais militares passam fome e que recebem um ‘salário de merda’.

 

O vexame não terminou na delegacia, já que ele se recusou a fazer o teste do bafômetro, ficando ainda mais nervoso e fazendo ameaças de morte contra os policiais. O carro foi recolhido e encaminhado para um pátio de leilões e o homem foi autuado por corrupção ativa, desacato, ameaça, perturbação do sossego, tráfico de influência, resistência e embriaguez.

 

Histórico

De acordo com a PM, essa não é a primeira vez que o suspeito é preso. Em 2015, ele tentou sair de uma conveniência sem pagar seis latas de cerveja que consumiu. Também há contra ele um episódio envolvendo agressão com a participação de ex-vereadores de Cuiabá.


Fonte: Gazeta Digital

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2020 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121