07/04/2020 às 12:27h
Deputado denuncia PM por obrigar acampados ficarem despidos durante abordagem

O deputado estadual Valdir Barranco (PT) denunciou policiais militares por abuso de autoridade e ação truculenta, durante abordagem a acampados de uma fazenda em Novo Mundo (785 km ao Norte). Na ocasião, homem e mulheres foram obrigados a tirarem as roupas para revista.

 

Conforme o parlamentar, os sem terra tiveram que despidos homens e mulheres juntos. Em seguida, as mulheres se deslocaram até a delegacia, mas receberam a recusa para registrar o boletim de ocorrência.  


O petista encaminhou a denúncia ao Ministério Público Estadual (MPE), à Corregedoria da Polícia Militar e à Secretaria de Estado de Segurança, como informou ao . Ele exige que a conduta seja apurada, pois os militares sequer tinham mandado para cumprir busca junto aos acampados. 



Segundo o parlamentar, a ocupação ocorre na fazenda Araúna. A área tem 15 mil hectares e pertence a União. No entanto, há anos foi grilada por um fazendeiro que teria acionado os militares para agirem contra os sem-terra.

 

“Quero que investiguem o que aconteceu no acampamento da fazenda Araúna. Lá é uma área da União, com decisão judicial em favor da União”, afirma o deputado.


Segundo ele, na terça-feira (31) foi recebida a denúncia de que policiais militares, em um veículo SW4 branco, cedida pelo fazendeiro que grilou a área, foram ao local para “constranger, aterrorizar os trabalhadores rurais sem terra, que lutam para ter seus 10, 20 hectares de terra”, informou o deputado.


De acordo com o legislador, são 15 mil hectares ocupados por um grileiro só. “Que desmata e põe fogo”.


Ao GD#, o deputado informou que os militares não tinham mandado para estar no local e proceder a revista. “Eles foram obrigados a se despirem. Inclusive, uma mulher teve que se despir publicamente. Eu quero que a Corregedoria e a Ouvidoria da Polícia Militar, o Comando Geral da Polícia Militar e o secretário de Segurança tomem providência.

 

Na tribuna da Assembleia, o deputado informou que ainda tentou falar com o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, que não teria atendido ao contato. 

 

Outro lado

 

Em relação à denúncia do deputado estadual Valdir Barranco sobre uma possível ação truculenta de policiais militares em um acampamento de sem terras no município de Novo Mundo:

 

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) informa que ainda não recebeu o requerimento do parlamentar. No entanto, tomou ciência do ocorrido e aguardará um posicionamento da Corregedoria da Polícia Militar que vai apurar a conduta dos policiais. Cabe destacar que a secretaria tomará todas as providências cabíveis que o caso requer.

 

A PM e MPE não encaminharam resposta até a publicação da matéria.

 

Nota da Corregedoria

 

A Corregedoria da Polícia Militar informa que até o momento não recebeu nenhuma denúncia sobre o caso em questão, mas tão logo seja oficializada tomará providenciais no sentido de apurar e adotar as medidas legais.


Fonte: Gazeta Digital

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2020 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121