03/04/2020 às 10:42h
Processos na Fifa encurralam Santos e situação do time se torna complicada

O Santos queria ter mantido Jorge Sampaoli.

 

Assim como segurado Gabigol e Jorge Henrique.

 

Como ter buscado reforços importantes em 2019, 2020.

 

Mas o clube está atolado em dívidas.


São mais de R$ 200 milhões.

 

Vieram de péssimas administrações.

 

E das dificuldades de um clube que fica no litoral paulista, com um estádio ultrapassado, encalacrado entre casas e edifícios.

 

A quarta torcida de São Paulo, não atrai patrocínios grandes.

 

Assim como as cotas de tevê não são as maiores.

 

Mesmo vendendo jogadores caríssimos como Robinho, Neymar, Gabigol e Rodrygo, as contas não fecham.

 

A situação vem se complicando ao longo dos anos.

 

A ponto de o clube estar passando por grave problema.

 

Por não pagar o zagueiro Cléber, comprado em 2017, junto ao Hamburgo, a Fifa decidiu não aceitar mais registro de jogadores pelo Santos. Enquanto não pagar os R$ 17,5 milhões que ainda deve ao clube alemão.

 

A CBF determinou o bloqueio, no início do mês passado.

 

A situação só piora.

 

O Atlético Nacional entrou com uma ação na Fifa, também por calote.

 

O clube colombiano cobra 1,1 milhão de dólares, R$ 5,7 milhões, pela metade dos direitos do zagueiro Felipe Aguilar. A compra foi feita em janeiro de 2019.

 

Com juros, a dívida já é de R$ 7,8 milhões.

 

Aguilar já foi até vendido ao Athletico. O clube paranaense pagou R$ 10 milhões pelo zagueiro. O que revoltou ainda mais a direção do Atlético Nacional, que buscou a Fifa contra o Santos.

 

Há ainda o caso do peruano Cueva.

 

Ele já está jogando no Pachuca.

 

Alegou falta de pagamento.

 

O Santos não pagou os R$ 26 milhões pelo meia, que combinou com o clube russo Krasnodar.

 

Os europeus vão esperar o resultado da ação que o Santos move contra o jogador e o Pachuca.

 

Se perder, a situação pode se complicar mais ainda.

 

A Fifa prevê rebaixamento para clubes que não conseguem pagar suas dívidas.

 

A pandemia veio para complicar ainda mais a vida do Santos.

 

Sócios-torcedores estão deixando de pagar suas mensalidades.

 

O clube faz uma campanha desesperada, aceitando 50% do valor que normalmente é cobrado.

 

Mesmo assim, o dinheiro não está chegando.

 

A situação do Santos é muito delicada...

Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2020 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121