23/03/2020 às 11:17h
Entidade pede suspensão da verba indenizatória para usar dinheiro na saúde

GD.


A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso (Fecomercio) solicitou ao governo do Estado que suspenda o pagamento da verba indenizatória e reduza 30% dos repasses aos Poderes como forma economizar recursos para serem usados no combate ao novo coronavírus.

 

O documento da Federação também pede o adiamento da cobrança das dívidas de IPVA, o que já foi atendida pelo governo. O IPVA dos veículos com placas finais 4, 5, 6 e 7 foi suspenso por 60 dias pelo nesta sexta-feira (20). Com isso, o imposto que deveria ser pago em março (4 e 5) foi transferido para o mês de maio e o valor referente aos finais 6 e 7, que venceria em abril, foi prorrogado para o mês de junho.

 

No agravamento da crise, outros estados estão tomando medidas duras contra o problema. São Paulo, por exemplo, pediu o fechamento de shoppings e suspendeu a cobrança de água das famílias de baixa renda. Lá o Estado suspendeu a cobrança de novos nomes que estão na dívida ativa e também a cobrança das parcelas a vencer.

 

O presidente da Fecomércio, Wenceslau de Souza Júnior, destacou que a crise é forte e o comércio pode fechar e os empregos desaparecerem. “Com a indicação do governo para que as pessoas fiquem em casa e com a possibilidade de termos que fechar o comércio, o fluxo de caixa vai a zero. Isso vai fazer a maioria dos negócios ‘quebrarem’ e haverá desemprego em massa”, disse.

 

A entidade pediu ainda o parcelamentos das contas de água e luz às concessionárias que fornecem os serviços.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2020 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121