05/09/2019 às 06:16h
Defesa de Riva Júnior afirma que ordem judicial foi desnecessária
OPERAÇÃO ESPECIALISTA
Thalyta Amarlal

A defesa de José Geraldo Riva Júnior, filho do ex-deputado José Riva, afirmou que a Operação Especialista, que investiga fraudes no credenciamento de clínicas junto ao Detran, realizou uma ação desnecessária ao cumprir um mandado de busca e apreensão na casa do médico, pois foi recolhido apenas um certificado de conclusão de especialização.

 

O mandado citado pela defesa foi cumprido na manhã desta quinta-feira (5), na casa do médico. Segundo o advogado Valber Melo, é “desnecessária a ordem judicial de busca para uma simples apresentação de um certificado original”.


 

Esse certificado é contestado nas investigações, com suposta falsificação de documentos. O certificado é sobre a conclusão de uma especialização em medicina de tráfego na Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Goiás. Nas investigações, a universidade afirmou que Riva Júnior não concluiu a pós-graduação por não terminar uma das disciplinas.

 

No entanto, a defesa afirma que o “título foi devidamente emitido pela Associação Brasileira de Medicina de trafego, assinado por quatro médicos, tendo em vista o Sr. Jose Geraldo Riva Junior ter obtido aprovação em concurso realizado segundo as normas estabelecidas pela própria Associação”.

 

Nota do Detran

 

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) informa que ainda não foi notificado por nenhuma autoridade competente sobre o diploma supostamente falsificado apresentado pelo médico José Geraldo Riva Júnior, usado para obter o credenciamento, em novembro de 2013, como médico de tráfego da autarquia no Estado.

 

O Detran-MT informa ainda que vai instaurar procedimento para verificação dos fatos. 

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2019 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121