03/09/2019 às 11:16h
Ministro diz que remanejará R$ 82 milhões de fomento para pagar bolsas do CNPq em setembro
BRASÍLIA - O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, disse hoje que vai fazer um remanejamento interno no orçamento do CNPq para conseguir pagar o valor das bolsas de pesquisa previsto para setembro. A conta é de R$ 82 milhões.

Devido aos sucessivos cortes no Orçamento deste ano, o MCTIC ficou sem recursos para bancar as bolsas de pesquisa. A saída será cortar o orçamento de fomento do CNPq, usado no apoio a outras iniciativas, eventos, entre outros. “Vamos usar R$ 82 milhões de fomento do CNPq para bancar as bolsas”, informou o ministro, que participou de cerimônia hoje no Palácio do Planalto

A situação até o fim do ano, porém, ainda não está resolvida. Faltam ainda R$ 250 milhões até dezembro para garantir os repasses aos bolsistas. O pedido do ministro é que o dinheiro seja obtido junto do fundo 

“Eu acordo pensando no CNPq”, admitiu o ministro, demonstrando preocupação com o futuro das bolsas.

Segundo Pontes, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também tem sinalizado para a possibilidade de um alívio orçamentário “com o lucro dos bancos”. Como antecipou o Estadão/Broadcast, o governo quer antecipar o recebimento de dividendos dos bancos públicos para conseguir liberar recursos no Orçamento.

Para o ano que vem, Pontes afirmou que conseguiu ao menos garantir na previsão orçamentária a manutenção das bolsas atuais. Não há, porém, previsão de novas bolsas. Os gastos do MCTIC para 2020 foram projetados em R$ 3,784 bilhões, 7% acima do que na proposta orçamentária de 2019 (R$ 3,536 bilhões)

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2019 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121