13/08/2019 às 12:11h
11 partidos estão com prestação de contas irregulares nos 5 maiores municípios de MT
Pablo Rodrigo

Nossa Política

Nossa Política

Onze partidos políticos em Cuiabá estão com irregularidades em suas prestações de contas, o que pode impedir essas siglas a disputarem as eleições municipais do ano que vem.

 

De acordo com os dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Mato Grosso, na capital, as 11 siglas não prestaram contas em relação ao exercício de 2018.

O partido vice-prefeito de Cuiabá Niuan Ribeiro, o PSD, foi um dos que estão irregular e poderá ter problemas no pleito do ano que vem.

 

O Podemos, Rede, SD, PCdoB, Patriotas, PMB, PPS, PRB, PRP e PRTB também terão que resolver suas pendências na Justiça Eleitoral.

Já em Várzea Grande, região metropolitana da capital e segundo maior colégio eleitoral do Estado, são 19 partidos que não estariam aptos a disputar as eleições, caso ocorressem neste ano. MDB, PT, PSDB, PSB, PP, PPS, PL, PDT, SD, PSC, PTC, Avante, Pode, PV, Rede, Patriotas, PHS, PMB, PRP, não tiveram suas contas aprovadas.

 

Em Rondonópolis (212 km ao sul de Mato Grosso) 10 legendas estão irregulares também por problemas de prestação de conta. O PL (Antigo PR), do senador Wellington Fagundes (PL), que é uma das principais lideranças do município está irregular. Assim como o Psol, PTC, Rede, PCdoB, Patriotas, PMN, Pros, PRP e PRTB.

 

Em Sinop (500 km ao norte de Mato Grosso), são 14 siglas irregulares por ausência de prestação de contas. Entre elas o MDB, do vice-prefeito Gilson de Oliveira. O PSDB, PTB, PTC, Podemos, PV, Rede, SD, Patriotas, PMB, PP, PRB, Pros PRP, também endossam a lista.

 

Também em Cáceres (225 km ao leste do Estado), 14 partidos estão com problemas na justiça eleitoral. O PSB, PSC, PSD, Avante, Pode, DEM, PCdoB, Patriotas, PHS, PMN, PP, PRB e PRP, não prestaram contas.
O SD, do deputado federal Drº Leonardo Albuquerque, também está com problemas na prestação de contas.

 

A falta ou a desaprovação total ou parcial da prestação de contas realizada pelos partidos tem como consequência a suspensão de novas cotas do Fundo Partidário e sujeita os responsáveis às penas da lei.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2019 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121