07/08/2019 às 11:38h
Polícia Civil prende suspeito que fugiu com menina de 11 anos em Confresa
Da assessoria

O suspeito responsável pelo desaparecimento de uma menina de 11 anos, ocorrido na zona rural de Confresa (1.160 km a Nordeste), foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na noite de terça-feira (06), após intensas diligências para apurar o caso. A criança foi encontrada na companhia de Jhonatan Barbosa Ribeiro, 29, autuado em flagrante pelos crimes de sequestro majorado para fins libidinosos e estupro de vulnerável.

 

As diligências iniciaram na noite de 27 de julho, quando a mãe da criança procurou a delegacia para relatar o desaparecimento da filha.

  

De acordo com a comunicante, o suspeito estava residindo em sua residência, uma chácara situada cerca de 21 quilômetros da cidade de Confresa. Jhonathan é ex marido de uma amiga da mãe da menor, e estava residindo na casa com a criança.

 

Durante a noite, a criança ficou sozinha com o suspeito na sala, enquanto todos foram dormir, ocasião em que aproveitaram para fugir a pé.

 

Segundo a comunicante, o suspeito afirmou que estava separado da mulher, e acabou se apaixonando pela menina de 11 anos.

 

Para apurar os fatos os policiais civis passaram a intensificar as investigações, logrando êxito em localizar Jhonatan Barbosa Ribeiro, na noite de terça-feira (06) com a menina.

 

Os dois foram surpreendidos pelos investigadores em frente a um comércio na avenida Industrial, centro de Confresa.

 

Ao serem abordados e identificados, Jhonatan e V.E.S.S., foram levados à Delegacia de Polícia, bem como foi acionado o Conselho Tutelar para acompanhar a vítima.

 

A menina também foi encaminhada para exames de corpo delito e outros atendimento necessário.

 

Conforme o delegado de Confresa, André Rigonato, em interrogatório o suspeito assumiu as acusações e foi autuado em flagrante por sequestro majorado para fins libidinosos e estupro de vulnerável.

 

O mesmo possui passagens pela polícia em Barra do Garças pelos crimes de tráfico e receptação.

 

“O inquérito policial continua e as investigações prosseguirão com objetivo de apurar os indícios de outros possíveis crimes de estupro de vulnerável, cometidos contra a criança, na mesma casa, porém por outras pessoas, em oportunidades diferentes e ocasiões anteriores. A mãe da menor também será investigada pela Polícia Civil de Confresa”, finalizou o delegado.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2019 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121