07/08/2019 às 12:44h
Mauro oficializa proposta e condiciona pagar pontos cortados ao retorno das aulas
72 dias de Greve

O governador Mauro Mendes (DEM) oficializou nesta terça-feira (6) uma nova proposta ao Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep). São as mesmas garantias apresentadas pelo chefe do Executivo durante reunião com deputados da base governista, na segunda-feira (5). Neste mesmo dia, os parlamentares tentaram mais uma vez intermediar o fim da greve.

 

O governo assegura que todo espaço fiscal abaixo de 49% da receita corrente líquida (RCL), a partir de 2020, será utlizado para a concessão da Revisão Geral Anual (RGA) e dos aumentos remunetários, o que inclui o cumprimento da Lei 510/2013, que dobra o poder de compra e principal reivindicação da categoria. 

 

"75% do espaço aberto será para a RGA de todas as categorias do Poder Executivo e 25% para os aumentos remunerátorios já concedidos por lei", cita o documento endereçada ao presidente do Sintep, Valdeir Pereira. 

 

Sobre os pontos cortados, o governo se compromete a fazer o pagamento desde que os profissionais da educação retomem às atividades no máximo até dia 12 próximo. 

 

Neste caso, o pagamento será feito até dia 20 deste mês para as faltas dos meses de maio e junho e dia 10 de setembro para as faltas de julho e agosto. 

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2019 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121