27/06/2019 às 01:32h
TJ e MPE se reúnem nesta quinta-feira com Sintep e Governo do Estado para tentar acabar com a greve na Educação
Jornalista Jonas Jozino |

"Esperamos que o governo traga proposta que avance na negociação também para o cumprimento da Lei 510/2013, pois sem um encaminhamento a greve não acaba", afirma Valdeir Pereira.













O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) participa nesta quinta-feira (27.06), às 14h30, no anexo do TJMT, "Desembargador Antônio de Arruda", em frente ao Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT) de audiência para tentar a conciliação com o governo do estado e participação do Ministério Público Estadual, conforme determinado pelo Tribunal de Justiça ao Núcleo de Conciliação e Mediação.

A decisão da desembargadora Maria Erotides Kneip indeferiu o pagamento imediato do salário cortado. Porém, não entrou no mérito da ação, que questionou o corte com base na decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), na qual é devido o pagamento dos salários quando a greve decorre de ato ilícito cometido pelo Poder Público. O Sintep/MT sustentou que não houve por parte do movimento grevista nenhum ilícito, e sim pelo governo, que descumpre Leis. Contudo, a decisão da desembargadora confere a urgência na negociação e desloca para o Núcleo de Conciliação a resolução.

"Esperamos que o governo traga proposta que avance na negociação também para o cumprimento da Lei 510/2013, pois sem um encaminhamento a greve não acaba", afirma Valdeir Pereira



Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2019 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121