30/05/2019 às 12:51h
Fórum promove passeio ciclístico por crianças e adolescentes
Redação 24 Horas News / |

Cerca de 250 pessoas participaram do evento esportivo organizado pelo Judiciário local, abrangendo representantes de órgãos ligados ao sistema de justiça






















O Fórum da Comarca de Brasnorte (579 km a noroeste de Cuiabá) realizou a 2ª Pedalada da Justiça, no sábado (25 de maio), com o objetivo de promover a conscientização acerca do combate ao abuso sexual infantojuvenil, marcado em campanhas nacionais no mês de maio.
 
Cerca de 250 pessoas participaram do evento esportivo organizado pelo Judiciário local, abrangendo representantes de órgãos ligados ao sistema de justiça, bem como pessoas que trabalham diretamente com crianças e adolescentes nas mais variadas frentes de atuação.
 
“A participação da comunidade foi maravilhosa. Temos que sair das quatro paredes e fazer atividades físicas ao ar livre, sair do monotonismo, promover o bem-estar na vida dos servidores e a interação da justiça com a comunidade. Foi muito bacana”, constatou a fisioterapeuta credenciada do Programa Bem Viver em Brasnorte, Henara Andrade Couto.
 
 
Na visão da psicóloga Thâmara Miranda de Freitas, que também atua no fórum, no Programa Bem Viver, a pedalada teve um valor muito grande para a comunidade e também para as crianças e adolescentes que são vítimas de abusos.
 
“Tivemos algumas vítimas participando da pedalada, engajados na luta conosco, mostrando o poder de enfrentamento. Foi algo que acredito que seja transformador para a população”, pontuou.
 
Após o circuito ciclístico, foi apresentada uma peça de teatro em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura em memória ao “Caso Araceli”. Em 18 de maio de 1973, Araceli Cabrera Sánchez Crespo, de oito anos de idade, foi raptada, drogada, estuprada, assassinada e o corpo carbonizado, em Vitória, no Espírito Santo. Apesar de o crime completar 46 anos e ser considerado hediondo, o caso ainda é um mistério e permanece sem nenhuma solução.
 
De acordo com a psicóloga, o trabalho artístico teve muito impacto, muitas crianças que estavam presentes na pedalada se emocionaram e perceberam a realidade de um abuso.
Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2019 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121