07/05/2019 às 01:52h
Quando o assunto é obra, Nininho pode estar advogando em causa própria

Gazeta MT

Quando o assunto é realizar obras de infraestrutura no Estado, o deputado estadual Odanir Bertolini, o Nininho, é ágil em cobrar prefeituras e Governo do Estado, ativo em sua cadeira na Assembleia Legislativa do Estado. Em Rondonópolis, por exemplo, sua ação em prol das obras do acesso à ponte da avenida W11 e também do prolongamento da avenida Otaviano Muniz à BR-364 tem alarde à altura em suas redes sociais.

Tanto empenho do deputado, porém, pode ter uma explicação. A empresa responsável pela conclusão do prolongamento é a Trípolo, empreiteira com sede em Rondonópolis que seria, dizem, de propriedade justamente do deputado estadual.

Ou seja, Nininho estaria, assim, buscando recursos municipais, estaduais ou até federais para bancar a própria empresa. No caso do prolongamento da Avenida Otaviano Muniz até a BR-364 o recurso saiu da Prefeitura de Rondonópolis, como anunciou em 2018 o Poder Executivo do município. "A Prefeitura de Rondonópolis vai investir na obra valores da ordem de R$2,7 milhões", disse à época a administração em notícia veiculada no site oficial.

"O projeto será executado pela Construtora Trípolo e compreende terraplanagem, pavimentação asfáltica CBUQ, vias duplas e calçamento. A previsão é de que o asfaltamento seja realizado e 60 dias. Também está inclusa no contrato a drenagem de águas pluviais", continua.

Além desta, tem outras. A Trípolo é conhecida e reponde por mais alguns projetos e obras, empenhada em vencer editais públicos. Certa feita comentaram à coluna: "quando não põe a empresa, trata de pôr pedágio", sobre o deputado. Buxixo se abstém de tal comentário.

...

Em 2017, agentes da Polícia Federal cumpriram mandados na construtora Trípolo, em desenrolar da Operação Malebolge. A construtora foi citada pelo ex-governador Silva Barbosa em seu acordo de colaboração premiada com a PGR, homologado tempos depois no STF. A famosa delação "monstruosa", como classificou o ministro Luiz Fux.

De acordo com Silval, a empreiteira pagava propina por obras  no programa MT Integrado. O ex-governador, inclusive, trata o parlamentar como proprietário da construtora. Segundo Silval, o beneficiário do esquema com a construtora era o senador Wellington Fagundes (PR). O republicano, segundo Silval, teria acordo para receber de diversas empreiteiras que executavam obras no Estado.

"A pessoa responsável em acertar as propinas da Construtora Tripolo com Welington era o deputado estadual Nininho, pois a construtora é de sua propriedade", diz trecho da delação.

Nininho posa em frente à ponte da W11, ao lado do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Rondonópolis, Milton Mutum. Foto: Rede social

Nininho posa em frente à ponte da W11, ao lado do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Rondonópolis, Milton Mutum. Foto: Rede social

...

Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2020 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121