16/05/2015 às 08:10h
PF monitorava quadrilha que roubaria avião em Sinop; policial morreu em tiroteio; piloto é preso


Um policial federal confirmou, agora há pouco, ao Só Notícias, que os policiais estavam monitorando, há alguns dias, a quadrilha que pretendia roubar, esta madrugada, um avião no aeroclube Canarinho, às margens da MT-140 (rodovia Sinop-Santa Carmem). As investigações se intensificaram e os bandidos agiram esta madrugada, quando houve a abordagem da PF e troca de tiros. Parte do bando correu para o mato. A Polícia Federal confirmou que prendeu piloto que levaria o avião. Ele foi autuado, neste sábado à tarde, levado, para o presídio Ferrugem.

Também neste sábado chegaram duas aeronaves em Sinop trazendo vários policiais federais quem reforçam as buscas aos bandidos. Policiais da Força Tática e Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da PM, reforçam as buscas.

Pelo menos cinco criminosos chegaram no aeroclube em um VW Saveiro, preto, e renderam o caseiro. A polícia agiu e houve troca intenso tiroteio. Conforme Só Notícias já informou, o policial federal Mário Henrique de Almeida Mattos, 33 anos, foi atingido na região do tórax, foi socorrido no Hospital Regional, porém, não resistiu e faleceu. A polícia também acredita que um bandido também foi baleado já que havia sinais sangue perto da mata.

O avião não foi levado. O veículo supostamente utilizado pelos criminosos foi encontrado na frente do aeródromo. Ele estava danificado na parte frontal após colidir na cerca. Peritos da PF estiveram no local colhendo mais informações.

Há suspeitas que seja a mesma quadrilha que roubou um Cessna 206, avaliado em R$ 900 mil, no mês passado, do hangar de um clube que fica a menos de 5 km de onde houve a tentativa de roubo esta madrugada. Este avião, segundo o delegado federal Gabriel Costa, foi levado para a Bolívia em uma rota por Rondônia e estaria sendo utilizado no tráfico de drogas.

Em Novembro do ano passado, a Polícia Federal prendeu, em Sinop, 4 pessoas na Operação Veraneio, envolvidas no tráfico internacional de drogas, informou que está fazendo levantamento de quantos aviões foram vendidos, desde 2011, para traficantes na Venezuela e foram usados para levar cocaína para Honduras. As aeronaves eram compradas e descaracterizadas em Sinop. Os aviões eram levados para a Venezuela e usados para transportar drogas para Honduras.

(Atualizada às 18h58 - fotos: Tv Cidade, Cledinaldo Jose/Tv Capital e Só Notícias/José Carlos Araújo)

    

- See more at: 
Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2019 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121