31/08/2010 às 09:06h
Silval Barbosa prevê geração de 170 mil empregos até 2014

O governador Silval Barbosa (PMDB), candidato à reeleição pela coligação Mato Grosso em Primeiro Lugar, projeta a geração de 170 mil empregos formais no Estado até 2014, o ano da Copa do Mundo. O compromisso foi assumido durante visita do candidato ao Curtume Viposa S/A, no Distrito de Capão Grande, em Várzea Grande, ao reiterar sua disposição de verticalizar a produção industrial no Estado.

“Vamos atrair pelo menos uma grande indústria de calçados. As conversações estão avançadas e, em poucos meses, poderemos ‘bater o martelo’ e anunciar o empreendimento a todos”, afirma ele, ao recordar que Mato Grosso é ‘campeão nacional’ em produção de carne e couro. Temos que agregar valor à produção e, para isso, se torna indispensável atrair grandes investidores industriais”, argumenta o governador, ao lembrar que Mato Grosso, historicamente, se tornou forte por exportar produtos primários e semi-elaborados. 

O ex-governador Blairo Maggi (PR), candidato ao Senado pela coligação, que participou da visita àquela empresa, revelou que há conversações com a Vicuña e a Hering, para se instalarem em Mato Grosso. E, ainda, a perspectiva de ampliar a indústria Votorantim no Estado. “É uma das prioridades do governador Silval, no próximo mandato”, prevê Maggi.

O governador, por sua vez, avalia que Mato Grosso tende a enfrentar um ‘boom’ de industrialização até a Copa do Pantanal 2014, dando sequência a um projeto iniciado no governo Maggi. “Certamente Mato Grosso será a terra das oportunidades, onde quem quiser trabalhar sério terá ampla possibilidade de sucesso”, emenda o governador.

O gerente regional do Viposa, Adriano Basso, agradeceu a visita de Silval e destacou que a vinda de uma grande indústria de calçados para Mato Grosso seria a redenção para o setor. “Hoje, nossos produtos (couro) deixam o Estado sem beneficiamento, quase ‘in natura’, o que não agrega valor”, pondera Basso. 

O Curtume Viposa, instalado no distrito de Capão Grande, possui 160 funcionários diretos e gera cerca de 1.000 empregos indiretos. Suas máquinas podem tratar até 3.500 peças de couro ao dia, mas, atualmente, utiliza menos de 50% de sua capacidade instalada. Ao gerente da empresa, Silval anunciou que existe projeto para asfaltar todo o distrito de Capão Grande, inclusive o acesso ao curtume.

O governador informou que cursos de capacitação do governo, em parceria Federação das Indústrias (Fiemt), via Senai, qualificou mais de 70 mil trabalhadores. Silval prevê também que de 2011 até 2014 serão capacitados no mínimo o dobro de trabalhadores, cerca de 140 mil.  

Com a melhoria substancial na infraestrutura, Silval acredita que Cuiabá e Várzea Grande estão preparadas para receber indústrias de base e de transformação.

O governador lembra que a coligação Mato Grosso em Primeiro Lugar possui o melhor projeto para geração de emprego e renda. Ele citou que as principais propostas são apresentadas na propaganda do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão.

Com assessoria de imprensa

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2019 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121