06/06/2012 às 09:12h
Arqueólogos encontram esqueletos de vampiros

 

e você se acostumou a ver apenas os vampirinhos purpurinados da Saga Crepúsculo, prepare-se para ver como a coisa era séria na Idade Média. 

Nesta semana, arqueólogos encontraram dois esqueletos datados da Idade Média cuja crença de que eles talvez pudessem ser vampiros fez com que eles fossem enterrados com pesadas peças de ferro sobre eles. 

Os esqueletos tem idade estimadas em 800 anos e foram encontrados na cidade de Sozopol, que fica na costa do mar Negro. 

O titular do Museu de História Natural da Bulgária, Bozhidar Dimitrov, diz que a descoberta serve para mostrar os hábitos do povo búlgaro. 

- Estes dois esqueletos empalados em barras de ferro ilustra bem uma prática que era comum em alguns vilarejos da Bulgária até as primeiras décadas do século 20.


De acordo com a crença local, as pessoas que tinham sido más durante a vida poderiam virar vampiros depois de mortas. Para evitar que isso acontecesse, estacas de metal ou madeira eram pregadas bem no meio do peito do morto antes que eles fossem enterrados. 

Dimitrov diz que mais de 100 esqueletos nestas mesmas condições foram encontrados pela Bulgária através dos anos. 

- Eu não sei como uma descoberta comum como esta se torna tão popular. Talvez seja por causa da aura de mistério em torno da palavra "vampiro". Estas pessoas eram consideradas más quando estavam vivas e acreditava-se que elas se tornariam vampiros depois de mortas para que continuassem atormentando as pessoas.

Dimitrov diz os esqueletos descobertos na Bulgária faz crer que, em geral, os suspeitos de serem vampiros eram sempre ricos e nunca eram mulheres.

Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2021 - Grupo Nova Visão de Comunicação - /Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121