02/01/2019 às 08:37h
Cruzeiro diz que não negocia com Flamengo, fala em multa de R$ 330 milhões e garante que Dedé se reapresenta
Cruzeiro usou seu site oficial para desmentir a possibilidade de Dedé se transferir para o Flamengo. Através de nota, o clube disse que não há negociação em andamento pelo zagueiro e garantiu sua reapresentação na quinta-feira com o restante do elenco.

"Não há nenhuma negociação em andamento envolvendo a transferência do jogador. Há cerca de 15 dias, o Cruzeiro informou ao Flamengo que não tem interesse em negociar o defensor, que teve sua multa contratual reajustada para R$ 330 milhões para transferência nacional e internacional."

O clube também desmente que o grupo de investidores que participou da contratação do atleta esteja pressionando para que ele seja negociado com o Flamengo. Nesse caso, a nota cita até mesmo os regulamentos da Fifa para diminuir o peso dos empresários em qualquer decisão.

Leia, na íntegra, a nota do Cruzeiro:

Em razão das inúmeras matérias veiculadas em sites esportivos, o Cruzeiro Esporte Clube vem a público dar uma resposta à sua imensa torcida sobre a situação de Dedé. O zagueiro, que tem contrato até o dia 31 de dezembro de 2021, se reapresenta nesta quinta-feira, na Toca da Raposa 2, para início da pré-temporada do Clube.

Ao contrário de notícia veiculada pelo site globoesporte.com, não há nenhuma negociação em andamento envolvendo a transferência do jogador. Há cerca de 15 dias, o Cruzeiro informou ao Flamengo que não tem interesse em negociar o defensor, que teve sua multa contratual reajustada para R$330 milhões para transferência nacional e internacional.

O Clube esclarece ainda que não vem recebendo pressão de investidores para a liberação do atleta, uma vez que a FIFA, por meio da Circular no. 1464, inseriu no Regulation on The Status and Transfer of Players (RSTP) de 2015 o artigo 18ter, vetando, a partir de 1 de maio de 2015, a participação de terceiros nos direitos econômicos dos atletas de futebol. A entidade máxima do futebol não mais reconhece esta participação em contratos renovados após essa data, como é o caso de Dedé.

Investidores de Dedé: 'Venda seria de nosso interesse, mas desejo do atleta está acima de tudo'

Depois do Cruzeiro, o grupo DIS, principal investidor nos direitos econômicos de Dedé, também soltou nota oficial para desmentir informações relativas ao futuro do zagueiro e o Flamengo.

Através do diretor do grupo, Roberto Moreno, os investidores até admitiram interesse na venda do jogador para o clube rubro-negro, mas ressaltaram que o “desejo do atleta está acima de tudo”.

“Nos últimos dias, foram veiculadas algumas informações afirmando que o Grupo DIS, um dos detentores dos direitos do Dedé, estaria pressionando o Cruzeiro para que vendesse o jogador. Por isso resolvemos vir a público negar veementemente essa informação”, diz Moreno, em comunicado.

“Em nenhum momento tivemos contato com a diretoria do clube. O Dedé possui contrato com o Cruzeiro, e o Grupo DIS está completamente alinhado com a vontade do jogador e seu empresário, Magrão. Como investidores, a venda seria de nosso interesse, mas o desejo do atleta está acima de tudo”, segue.

Segundo o “UOL”, na época da transferência de Dedé para o Cruzeiro, os direitos econômicos foram divididos da seguinte forma: 51,91% para a empresa "DIS", 30,5% para o empresário Marcus Secundino, 11,09% para o empresário Giscard Salton e 6,5% para a empresa "GT Sports".

O atual vínculo de Dedé com o Cruzeiro vai até 2021, e a multa contratual, segundo o clube, é de R$ 330 milhões.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2019 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121