18/12/2018 às 08:38h
Liminar que pedia habeas corpus de João de Deus é negada

O advogado Alberto Toron, responsável pela defesa de João de Deus, afirmou nesta 4ª feira (18.dez.2018) que a liminar que pedia o habeas corpus do médium foi negada. Com isso, o líder religioso permanece preso no Complexo Penitenciário de Aparecida de Goiânia, em Goiás.

O recurso negado foi impetrado ontem (17.dez) no TJ-GO (Tribunal de Justiça de Goiás). A defesa argumentou quanto ao estado de saúde e a idade do médium e pede que ele cumpra a pena em casa, mas foi negada a revogação da prisão preventiva.

Com a negativa, a defesa agora aguarda o julgamento do mérito da questão, que deve ser decidido somente após o recesso do Judiciário. Toron também afirmou que irá recorrer no STJ (Supremo Tribunal de Justiça).

João de Deus foi preso no último domingo (16.dez), após se entregar à polícia depois de ser considerado foragido. Sua prisão foi decretada na 6ª feira passada (14.dez).

O médium é acusado de estupro, estupro de vulnerável e violação sexual mediante fraude, após acusações virem à tona no programa Conversa com Bial, da TV Globo, no dia 7 de dezembro.

Segundo o último balanço divulgado pela força-tarefa do MP-GO (Ministério Público de Goiás), foram 506 mensagens com acusações a João de Deus por abuso sexual.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2019 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121