04/10/2018 às 09:13h
Para garantir tranquilidade na votação, MT irá investir R$ 15 mi em segurança

TRE-MT

seguranca eleicoes mt

Gustavo Garcia (Sesp), juiz Lídio Modesto e delegado Marcellus de Araújo da PF divulgam Plano de Segurança 2018 


















Uso de tecnologia irá garantir economia de R$ 1 milhão na segurança das eleições deste ano em Mato Grosso, se comparado ao pleito de 2014. Mesmo assim, o custo do serviço no domingo (7) está estimado em R$ 15 milhões. O recurso é para garantir a locomoção, transporte entre outras despesas dos agentes das forças de segurança.
A informação foi repassada nesta quarta (3) durante apresentação à imprensa do Plano de Segurança das Eleições O coordenador do Gabinete de Gestão Integrada das Eleições (GGI), juiz Lídio Modesto da Silva Filho, lembrou que garantir a tranquilidade no domingo de votação é o maior objetivo do plano. Mesmo com o clima tenso percebido nas ruas e em grupos de aplicativos de conversa, não acredita em conflito no dia da votação. “O gabinete realizou levantamentos de possíveis problemas para mitigar o máximo de transtornos no dia 7. Se houver 2º turno o planejamento continua a ser realizado”, assegura.
O plano de segurança das polícias Militar, Civil, e Corpo de Bombeiros, foi apresentado pelo tenente-coronel Jean Klebber Brito da Silva, da Coordenadoria de Planejamento e Monitoramento da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). Ele disse que a PM colocara nas ruas 2300 homens no domingo, sendo que desse total, 1800 serãop exclusivamente voltados para as eleições. “Nos preocupamos com a preparação dos militares, que terão o contato direto com a população neste dia. Elaboramos uma cartilha e disponibilizada em PDF para smartphone sobre como atuar no dia da votação. Tudo isso para que possamos oferecer ambiente seguro e tranquilo para todos os cidadãos exercerem seu direito de voto”.
O secretário da Sesp, Gustavo Garcia, destacou que além da PM, a pasta empregará 1200 servidores da Polícia Civil, 360 bombeiros e 80 da Perícia Técnica Oficial (Politec) para trabalhar no dia das eleições. “Confiamos que teremos uma eleição segura em Mato Grosso, estamos trabalhando para garantir a sensação de segurança no que as pessoas possam exercer seu direito ao voto de modo seguro e transparente, sem que haja pressões econômicas e políticas para o exercício da democracia”. 
O delegado Marcellus Henrique de Araújo da Polícia Federal explicou que o órgão irá empenhar efetivo de 100 policiais que irão atuar na região metropolitana e nas quatro delegacias de interior (Cáceres, Rondonópolis, Barra do Garças , Sinop) e atendendo ao pedido da Justiça Eleitoral dará apoio a forças de segurança em Marcelândia (a 678km da Capital). “Ainda estaremos em oito aldeias indígenas. Sempre buscando a finalidade maior das eleições que é garantir o livre trânsito e a liberdade para que o cidadão neste momento tão importante do país possa votar com tranquilidade”. 
O coronel Danilo Pereira de Santana, representante do Exército apontou a presença dos homens em 21 municípios e 32 locais de votação em aldeias indígenas. “Nossa missão é garantir as eleições nesses locais. Dispomos de 800 homens distribuídos em todo o Estado. Contamos com dois helicópteros de apoio ao Exército e nosso objetivo é a legalidade, imparcialidade e estabilidade para umas eleições tranquilas”.
Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121