04/10/2018 às 09:10h
Taques cita honestidade, Mauro crê em 1º turno e Wellington apela à emoção Jacques Gosch


 Os candidatos ao Governo do Estado Pedro Taques (PSDB), Mauro Mendes (DEM) e Wellington Fagundes (PR) encerraram suas participações no horário eleitoral gratuito na noite desta quarta (3). Enquanto Taques reforçou o conceito de honestidade, Mauro destacou que as pesquisas indicam sua vitória em primeiro turno. Já Wellington apelou para emoção, mostrando pessoas que já forma beneficiadas por sua ação política.

O último programa de TV pela reeleição de Taques começou com a frase “a palavra convence, o exemplo arrasta”.  Depois, deixa claro que o exemplo do tucano sempre será a honestidade.

Mostrando cenas do cotidiano, o locutor fala sobre conceito de honestidade e reforças as marcas trabalhadas por Taques ao longo da campanha eleitoral. Entre elas, não roubar, não se misturar com quem rouba e assumir os próprios defeitos.

O programa também repete depoimentos mostrados ao longo do horário eleitoral gratuito em que eleitores reforçam a honestidade de Taques. Uma senhora chega a dizer que não gostam do tucano porque ele não rouba.“Por mim, por nós, por eles e por elas, por nossos filhos, eu digo sim para a  sinceridade, para a decência, para o pulso firme. Eu digo sim para a verdade, para a coragem, para  o que realmente importa. Eu digo sim para a honestidade’, conclui o locutor enquanto Taques aparece reforçando o número 45.

 

No último programa no horário eleitoral gratuito, Mauro destaca que diversos institutos de pesquisa indicam sua vitória ainda no primeiro turno. Além disso, faz agradecimentos á família, militantes e ao eleitorado pela acolhida durante a campanha.

“Meus amigos, tem coisas na vida que dependem apenas de nós. Mudar Mato Grosso é uma delas. Eu quero trabalhar muito para que as pessoas tenham mais empregos, vivam melhor e mais felizes. Quer fazer pela sua cidade, o que já fizemos em Cuiabá”, diz Mauro enquanto imagens da campanha, principalmente do corpo a corpo com eleitores, são exibidas.

Mauro também promete começar a trabalhar no dia seguinte à eleição para fazer a saúde funcionar e respeito ao dinheiro público. Lembra ainda que junto com o vice Otaviano Pivetta (PDT) não perderá tempo aprendendo a ser governador pela experiência acumulada nas prefeituras de Cuiabá e Lucas do Rio Verde, respectivamente.

Já Wellington apela para a emoção. Sentado numa poltrona e com os batimentos cardíacos monitorados, o republicano recebe a visita de pessoas que apareceram nos programas eleitorais por terem sido beneficiadas por sua ação política. Entre as realizações mostradas estão a Usina de Manso, a ETA Tijucal e as BRs 374, 163 e 070.

‘Eu acredito demais em Mato Grosso. Eu acredito nas pessoas que vivem aqui. Nosso Estado é rico, mas essa riqueza não chega a todas essas pessoas. Eu quero fazer com que isso aconteça.  Aí poderemos realizar sonhos”, garante Wellington enquanto é abraçado por apoiadores.

No final, Wellington mostra pesquisas que indicam sua chegada ao segundo turno. Depois, encerra pedindo voto de confiança ao eleitorado mato-grossense.

Os outros candidatos ao Governo do Estado, Moisés Franz (Psol) e Arthur Nogueira (Rede), também exibiram peças publicitárias em tom de despedida. Nos dois casos, reforçam o pedido de votos e a capacidade de realizar as mudanças que a população almeja.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121