05/08/2018 às 03:40h
Mauro chora ao falar da família, critica gestão Taques e promete tirar MT da crise

Welington Sabino/ GD


João Vieira

Acompanhado da esposa Virgínia Mendes e da filha de 4 anos, o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, participou da convenção do DEM na manhã deste sábado (4) e teve o nome homologado como candidato ao governo de Mato Grosso na chapa que reúne Otaviano Pivetta (PDT) como vice e ainda Jayme Campos e Carlos Fávaro (PSD) como candidatos ao Senado. O encontro ocorreu no Ginásio Dom Aquino, na Capital.

Ele disparou críticas à gestão do tucano Pedro Taques e garantiu que vai apresentar propostas viáveis para tirar o Estado da crise e por um fim ao atraso de salários dos servidores e nos repasses a hospitais. Mendes, num determinado momento, chorou e se mostrou emocionado por estar ao lado da família, diante da correria que a campanha exige.

Mendes disse há uma semana não conseguia ver a filha e fez um esforço muito grande para estar presente na convenção. “Só quem está na política sabe o quanto custa caro e o quanto você tem que abdicar para fazer o bem comum”, disse o ex-prefeito que chegou a pedir oração ao falar sobre o apoio que tem recebido de sua esposa que tem enfrentado problemas de saúde, mas segue firme o apoiando em seu projeto de governo.

João Vieira

O democrata aproveitou para criticar que tem candidato que só faz campanha atacando adversários, mas que essa não será a tática de seu grupo durante a campanha eleitoral. Alertou que os adversários vão inventar mentiras a respeito dele, mas que, segundo Mendes, nunca tiveram coragem de fazer uma crítica à sua administração quando era prefeito de Cuiabá. “Fizemos muita coisa importante nessa Cidade”, argumentou.

Destacou que vai promover debates de temas como saúde e obras que foram lançadas, mas paradas na atual gestão e apresentar alternativas para este Estado mudar de rumo. “O que podemos e deveremos fazer para tirar Mato Grosso desse caos financeiro que se encontra, que não paga fornecedores, que não paga servidores em dia e não paga hospitais em dia e não compra remédios. Vamos debater Mato Grosso e as soluções que vamos fazer pra melhorar todas essas situações”, disse o democrata durante entrevista.

João Vieira

Sobre seu programa de governo, Mendes explicou que está em fase de elaboração sob responsabilidade de uma equipe composta por integrantes de diversos partidos que trabalham no projeto de governo do grupo. No decorrer da campanha, segundo Mendes, serão feitos debates e absorvidas algumas contribuições que, na medida do possível, poderão ser colocadas em prática.

Jingle de campanha

Na convenção também foi apresentado o jingle de campanha de Mendes. "Mostra o M da mudança, tá na mão é só olhar, Mato Grosso vai pra frente com Mauro Mendes", diz o refrão da música que lembra o jingle de 2002 da campanha de Blairo Maggi quando disputou o governo do Estado pela 1ª vez e dizia “Tá na palma da mão, tá na mão de quem sabe, o povo já decidiu, governador é Blairo Maggi”. (Colaboraçao de Janaiara Soares e Lázaro Thor Borges, repórteres do jornal A Gazeta)

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121