16/07/2018 às 09:10h
Em ranking mundial de homicídios, Brasil ocupa 13º lugar
R7

Em um ranking mundial de homicídios, o Brasil ocupa o 13º lugar no mundo, com uma média de 27,8 homicídios a cada 100 mil habitantes. Os dados fazem parte de um estudo do Instituto Igarapé, denominado "Segurança do cidadão na América Latina", de abril de 2018.

Reprodução

Na comparação com 2016, o País registrou uma leve alta, de cerca de 1%, dentro de um processo relativamente estável nos últimos anos.

A lista dos 20 países com a maior proporção de homicídios em relação à população é encabeçada pela América Central, com 17 nações.

El Salvador lidera a lista, com 60 homicídios a cada 100 mil habitantes, seguido pela Jamaica, com 56. A Venezuela, com 53,7, aparece na terceira posição. Já Honduras, com 42,8, está em quarto, e São Cristóvão e Névis (o menor Estado soberano da América), com 42, surge na quinta posição. O primeiro país africano da lista é Lesoto, com média de 41,2 a cada 100 mil, registrada em 2015, na sexta colocação.

A América Central tem se mostrado um núcleo de violência dentro da América Latina, uma região já marcada por este problema.
Segundo o Instituto Igarapé, na última década, a taxa de homicídios na América Latina aumentou 3,7% ao ano, enquanto a população da região cresceu 1,1%.

Brasil tem 13% dos assassinatos registrados no mundo

Em relação a números absolutos, o Brasil ocupa a primeira colocação na lista de países com mais homicídios do mundo, tendo chegado a um total de 57.395 homicídios em 2016. O número alcançado pelo Brasil representa 13% dos assassinatos globais.

Os números absolutos apontam o total de homicídios sem levar em conta a proporção da população.

No entanto, mesmo considerando que o Brasil ter a sexta maior população mundial, com 207,6 milhões de pessoas (segundo o IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o número absoluto é considerado elevado e, segundo o instituto, aponta uma alta de 54% dos assassinatos.

Entre 1996 e 2015, os homicídios registrados passaram de cerca de 35 mil para mais de 54 mil. No período, o aumento da população foi bem menor: 40%.

Violência repercute

A violência no País está repercutindo no mundo. Artigo do The New York Times, de junho último, ressaltou que, entre 1996 e 2015, o Brasil gastou pelo menos cerca de R$ 450 bilhões, já que o país perde cerca de R$ 550 mil em cada assassinato de jovens entre 16 e 25 anos.

Tais números podem ser explicados em parte por causa das dificuldades em se implantar uma política de segurança preventiva, com investimentos em educação ainda insuficientes para reduzir essas taxas em curto e médio prazos. 

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121