07/05/2018 às 05:40h
Fizemos coisas que se esperava em 20 anos em dois, diz Temer

O presidente Michel Temer abriu o Congresso da Associação Brasileira de Supermercados (Apas) nesta segunda-feira, 7, com um aceno à iniciativa privada e autoelogios ao seu governo. "O (Henrique) Meirelles disse em seu discurso que nós fizemos em dois anos o que era para ter sido feito em oito anos (...). Mas com toda a modéstia de lado, eu acho que em dois anos fizemos o que se esperava em 20 anos", disse Temer.


Empenhado em devolver aos empresários parte do crédito pelo desempenho da economia no ano eleitoral, Temer disse que o País deveria se orgulhar de suas atuais taxas de juros e inflação. Temer comparou o Brasil à Argentina, lembrando que a inflação no país vizinho atinge a marca de 25%, enquanto a taxa de juros está em 40%.

Michel Temer durante palestra na ESPM: Temer encara eventual apoio com tranquilidade. "Eu não teria dificuldade, não."© Nilton Fukuda/ Estadão Temer encara eventual apoio com tranquilidade. "Eu não teria dificuldade, não."

O presidente ressaltou o fato de não ter aumentado impostos desde que assumiu. E mandou um recado aos críticos do governo. "Nós temos dois anos de governo e não houve aumento de impostos. Quando chegamos, falava-se muito na CPMF, e nós nem tocamos no assunto", disse Temer, em referência à Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira, cuja recriação vinha sendo estudada no fim da gestão da ex-presidente Dilma Rousseff.


"O Brasil tem que se orgulhar daquilo que está acontecendo no nosso Brasil. Mas isso não se deve apenas à ação do governo. Até acho que é menos à ação do governo e mais à ação da iniciativa privada", disse, acrescentando que os supermercados, em especial, servem de termômetro para a economia.

"Os senhores podem se preparar para vender cada vez mais. Porque a confiança na economia está de volta. O Brasil, com todas as dificuldades, retomou o caminho do crescimento. E não é qualquer crescimento. É um crescimento responsável. É um crescimento que se sustenta no tempo. Como disse o Meirelles, nós não produzimos medidas populistas. Produzimos medidas responsáveis", concluiu Temer.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121