06/05/2018 às 08:29h
Palmeiras passa por cima do Atlético-PR e vira vice-líder do Brasileirão

Atlético-PR x Palmeiras© Geraldo Bubniak/AGB Atlético-PR x Palmeiras

O Palmeiras provou mais uma vez que é o visitante mais indigesto do país e superou o Atlético-PR na Arena da Baixada: 3 a 1, gols de Bruno Henrique, Marcos Rocha e Willian. O Verdão chegou à vice-liderança do Brasileiro, com oito pontos, e deixou o Furacão no meio da tabela, com cinco.

Foi a 11ª vitória do Palmeiras em 14 jogos como visitante em 2018. Foram dois empates e só uma derrota, para o Corinthians, em Itaquera. O próximo rival na competição será justamente o rival, domingo que vem, de novo fora. Na quarta, começa a disputa das oitavas da Copa do Brasil, contra o América, em Minas. O Furacão visita o Newell's na quinta-feira, pela Sul-Americana.

Saber sofrer x fazer sofrer

Fernando Diniz diz aos seus jogadores que “fazer sofrer” é melhor do que “saber sofrer”, termo utilizado por praticamente todos os treinadores do futebol brasileiro. Mas o Palmeiras de Roger Machado, sobretudo fora de casa, vai além do clichê e realmente sabe suportar pressões.

O Atlético-PR criou ao menos quatro situações de perigo ao longo do primeiro tempo, mas foi para o intervalo perdendo. Bruno Henrique acertou um bonito chute da entrada da área aos 43 minutos, concluindo uma das poucas jogadas bem trabalhadas pela equipe até ali.

O Palmeiras sofria desde começo do jogo, quando Moisés sentiu a coxa e precisou sair. A reserva durou apenas seis minutos para Lucas Lima, mas o meia demorou mais do que isso para entrar de fato na partida. O time não conseguia sufocar como gostaria a saída de bola kamikaze do adversário, tomava sustos e parecia esperar por um lampejo de genialidade de Keno. Mas soube sofrer...

Sofrimento? Que nada!

Com a vantagem, o Palmeiras ofereceu a bola ao Atlético-PR e posicionou-se para anular suas ações. Conseguiu fazê-lo – sem sofrer tanto! – e passou a ameaçar em contragolpes. O segundo gol veio aos 14 minutos, com Marcos Rocha aproveitando rebote de Santos após chute de Dudu. A defesa do Furacão posicionou-se muito mal no escanteio que iniciou a jogada, cobrado pelo chão.

Hyoran, que entrou bem, ainda fez Willian disparar livre para marcar o terceiro aos 39. Os mandantes, que já estavam entregues, ainda fizeram o gol de honra com Pablo.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 1 x 3 PALMEIRAS

Data/Horário:

6/5/2018, às 16h

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Árbitro: Claudio Francisco Lima E Silva - SE (CBF)

Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios - SE (CBF) e Ailton Farias da Silva - SE (CBF)

Cartões amarelos: Felipe Melo e Carleto (ambos aos 8'1ºT); Lucas Lima (aos 10'2ºT)

Público/renda: 20.417 pessoas / Não informada

Gols: Bruno Henrique, aos 43'1ºT (0-1); Marcos Rocha, aos 14'2ºT (0-2); Willian, aos 39'2ºT (0-3); Pablo, aos 44'2ºT (1-3)

ATLÉTICO-PR: Santos; Zé Ivaldo, Pavez e Thiago Heleno; Matheus Rossetto (Renan Lodi, aos 34'2ºT); Lucho González (Jonathan, aos 10'2ºT), Camacho e Thiago Carleto (Bergson, aos 24'2ºT); Nikão, Pablo e Guilherme. Técnico: Fernando Diniz

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Thiago Santos, aos 37'2ºT), Bruno Henrique e Moisés (Lucas Lima 8'1ºT); Dudu, Keno (Hyoran, aos 32'2ºT) e Willian. Técnico: Roger Machado

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121