25/04/2018 às 12:58h
Polícia Civil prende terceiro integrante de quadrilha especializada em roubos de veículos

Assessoria | PJC-MT

O terceiro integrante da quadrilha que realizou cinco roubos de veículos em apenas quatro dias foi preso pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA), na segunda-feira (23.04). O suspeito, Pedro Wender Muniz dos Santos, o “Pedrinho” foi autuado em flagrante pelo crime de associação criminosa armada.

A desarticulação da quadrilha teve início com a prisão de outros dois integrantes, na semana passada, sendo Gabriel Martins Ferreira, 18, preso na quarta-feira (18) e Alison Alves de Araújo, 21, o “Lalalo", no sábado (20). De acordo com o delegado Marcelo Martins Torhacs, os suspeitos foram identificados como autores de, pelo menos, cinco roubos cometidos entre os dias 10 a 14 de abril.

A atuação da quadrilha foi reconhecida em dois roubos na cidade de Várzea Grande – sendo uma Hilux subtraída em um lava jato e um Fiat Uno Drive, de um casal que saía de residência no bairro Pirinéu – e dois em Cuiabá – um Fiat Strada Adventure roubado na porta de uma universidade particular do bairro Despraiado e um VW, Fox levado em roubo a um lava jato do bairro Jardim Independência.

O suspeito Gabriel foi o primeiro a ser preso após ser reconhecido pelas vítimas. Após ser preso, Gabriel confessou a prática de vários crimes e realizou a delação de seus comparsas, Alison e Pedro Wender. Diante da delação de seu comparsa, Alison foi preso em flagrante em sua residência no bairro Parque do Lago, em Várzea Grande, acusado do crime de associação criminosa armada. Dias antes da sua prisão, ele havia sido detido em posse de dois veículos roubados.

Com a identificação de Pedro Wender como terceiro integrante da quadrilha, os policiais da DERRFVA realizaram a prisão do suspeito, na segunda-feira (24), em sua casa no bairro Jardim Maringá I, em Várzea Grande. Além de ser reconhecido pelas vítimas pela participação nos roubos, o acusado também foi delatado pelos seus dois comparsas.

Além do envolvimento nos roubos, Pedro Wender também responde a ação penal por tentativa de latrocínio. Diante das circunstancias, o delegado Marcelo Martins Torhacs, lavrou o flagrante pelo crime de associação criminosa armada e representou ao Poder Judiciário pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121