20/04/2018 às 06:32h
Operação conjunta desarticula grupo suspeito de roubo a banco em Arenápolis

Três pessoas foram presas na posse de armas de fogo, munições e diversos produtos roubados e furtados, na manhã desta sexta-feira (20.04), na cidade de Arenápolis (258 km a Médio Norte), durante trabalho integrado da Polícia Judiciária Civil e a Polícia Militar do município.

A ação foi deflagrada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), em conjunto com a Delegacia de Polícia e policiais militares de Arenápolis, após investigação  sobre a participação dos presos com a explosão do caixa eletrônico do Banco do Brasil da cidade e envolvimento em outros crimes, como homicídios.

Kayque Eduardo de Oliveira Silva, 23, Luan Douglas Oliveira Silva, 21, e sua namorada Lourivania Bispo Pereira, 21, foram autuados em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munições de uso permitido, associação criminosa armada,  receptação e integrar organização criminosa.

Em desdobramento da operação integrada denominada “Tiradentes”, os policiais descobriram que o investigado Luan Douglas estava escondido numa chácara em Arenápolis, na posse de armas de fogo e objetos provenientes de furtos e roubos praticados na região.

Diante das suspeitas, as equipes foram até a propriedade particular no bairro Campina. No endereço os policiais civis e militares encontraram o suspeito Kayque,  deitado num colchão da sala, com um revólver municiado visualizado próximo ao seu travesseiro. Imediatamente ele foi imobilizado e detido. 

O segundo suspeito Luan tentou fugir pela janela do quarto. Ele estava armado com um revólver calibre 38 e foi contido no cerco policial. Na ocasião, a namorada de Luan também foi surpreendida. Em seu aparelho celular havia conversas e informações importantes para o andamento das investigações.

Na parte de fora do imóvel foram apreendidos vários materiais elétricos, hidráulicos e ferramentas, subtraídos de uma casa na cidade de Nortelândia. Além de uma motocicleta Twister,  vermelha, apontada como sendo o veículo utilizado em algumas ocorrências de homicídio e tentativa de homicídios, ocorridos em Arenápolis. 

Ainda no interior da casa foi encontradas várias cápsulas deflagradas de calibres 12, 22, 32 e 38, mais uma espingarda de pressão, 12 munições intactas que correspondem a duas recargas completas dos dois revólveres, e outros produtos sem comprovação fiscal.

Conforme o delegado de polícia do GCCO, Caio Fernando Alvares de Albuquerque, o preso Luan Douglas vinha sendo monitorado por participar do furto do Banco do Brasil de Arenápolis, mediante explosão de caixas eletrônicos.

 “O rapaz também é apontado como autor de homicídios, na modalidade tentada e consumada, bem como responsável por roubos e furtos na região”, ponderou o delegado de polícia.

Com o flagrante, os três foram conduzidos à Delegacia de Polícia, interrogados e autuados pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e munições de uso permitido, receptação,  associação criminosa e integrar organização criminosa.

“Esse foi um trabalho conjunto, Gcco, Polícia Civil e Polícia Militar local. Estamos finalizando o flagrante e todos serão encaminhados à cadeia pública, à disposição do juízo”, finalizou.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121