10/04/2018 às 06:11h
Presidente nacional do PSB suspende direção e abre processo de destituição

ablo Rodrigo/ GD


Marcus Vaillant

Atualizada às 13h - O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira (PSB), suspendeu o diretório estadual da legenda em Mato Grosso, que estava sendo comandado pelo secretário-geral Milton Simplício. De acordo com Siqueira, a decisão foi acatada por unanimidade na direção nacional.

"Decidimos suspender a direção de Mato Grosso porque a situação ficou grave por tudo que o senhor Valtenir Pereira fez. Inclusive detectamos diversas irregularidades na direção", disse o dirigente nacional que não quis revelar tais irregularidades.

"Agora vamos comunicar o partido no Estado, que vamos abrir um procedimento de destituição de direção. Eles terão o direito de se defender, mas a situação é insustentável".

Para Carlos Siqueira, Valtenir Pereira (MDB) continuou na base do governo do presidente Michel Temer (MDB), mesmo após ter se filiado no PSB. "Ele [Valtenir] que se distancie do nosso partido. Nós tomaremos outro rumo, que será longe do Valtenir e das pessoas que são fiéis a ele", garantiu.

Carlos Siqueira confirmou que o deputado Max Russi (PSB) que deverá conduzir a formação de uma nova direção estadual e o projeto eleitoral da legenda neste ano. "O Max é filiado por anos no partido e terá total respaldo da direção nacional", disse.

João Vieira/Otmar de Oliveira

Max Russi assumiu a presidência do PSB no lulgar de Valtenir Pereira

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a direção estadual do PSB de Mato Grosso foi retirado do sistema pela direção nacional. A comunicação da suspensão deverá ser comunicada ainda hoje aos ainda dirigentes estaduais.

Valtenir Pereira voltou ao PSB em junho de 2017, após o ex-presidente regional da sigla, deputado federal Fábio Garcia, ter sido destituído por votar a favor da reforma trabalhista de Temer.

Com a intervenção, Garcia e os deputados estaduais Eduardo Botelho, Mauro Savi e o suplente de deputado Adriano Silva, foram para o DEM. Já o deputado Adilton Sachetti se filou ao PRB.

Até a semana passada o ex-secretário-geral do partido, Suelme Evangelista, iria retornar ao partido, após a decisão de que Russi assumiria a direção. Porém, na última sexta (6), Suelme foi para o PPS e deverá disputar uma vaga na Assembleia.

Valtenir negou até os últimos instantes de que retornaria ao MDB. Porém, a volta já era dada como certa deste janeiro deste ano. 

Secretário-geral Milton Simplício se desfilia do PSB e repudia Siqueira

Diante dos últimos acontecimentos, o então secretário-geral do PSB Milton Simplício, aliado de Valtenir Pereira, divulgou uma nota de repúdio contra Carlos Siqueira. Afirma que o presidente nacional do partido rasgou o estatuto do PSB ao desrespeitar decisão unânime dos membros filiados à legenda. Por fim, ele anuncia sua desfiliação do PSB.

NOTA DE REPÚDIO

Como ex-secretário geral do Partido Socialista Brasileiro de Mato Grosso (PSB-MT), eu Milton Simplício, repúdio de forma veemente a atitude do presidente da direção nacional do PSB, Carlos Siqueira, que rasgou o estatuto do partido ao desrespeitar a decisão unânime dos membros filiados do PSB em Mato Grosso, destituindo todos os integrantes da chapa.

Reitero, o Diretório Estadual do PSB-MT foi eleito de forma democrática em estância máxima do partido, no Congresso Estadual realizado em Cuiabá em setembro de 2017.

Da mesma maneira, Siqueira foi eleito e reeleito neste ano, por delegados nacionais de Mato Grosso, por isso deveria acatar as regras estabelecidas pelo estatuto partidário e acima disso, respeitar o processo democrático de eleição. Essa atitude dele é traição ao seu compromisso como presidente de respeitar o estatuto e seus filiados. Uma pessoa que não sabe ouvir e respeitar a decisão da maioria dos filiados não está apta a dirigir um partido em âmbito nacional.

Entrego meu pedido de desfiliação pelo motivo de não aceitar ser submisso de um presidente inconsequente e ditatorial que trata uma instituição partidária como se fosse sua propriedade privada da qual não é dono e nunca será.

Tenho direito e legitimidade, assim como qualquer outro membro da direção, de ingressar com processo jurídico para reverter essa situação antidemocrática do presidente nacional Carlos Siqueira, garantindo que a voz da maioria dos socialistas mato-grossenses seja garantida. Somente não farei para não ter que estar em contato novamente com esse sujeito Carlos Siqueira. Não é possível lidar com alguém que nos fez perder a admiração e respeito.

Agradeço profundamente pela acolhida da base, militantes e movimentos sociais organizados do PSB, sendo eles SSB, NSB, JSB, LGBT, PSBMulher e MPS. Sou grato por ter sido recebido de forma calorosa em cada canto de Mato Grosso onde passei organizando as direções municipais do PSB.

Atenciosamente,

Milton Simplício
Ex-PSB

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121