08/04/2018 às 06:59h
Cuiabá bate Sinop de virada e chega ao 8º título
MATO-GROSSENSE 2018

A Gazeta


No 299 aniversário da Capital o título do Campeonato Mato-grossense da Primeira Divisão de Profissionais ficou com o clube que leva o nome da aniversariante. Invicto na competição o Cuiabá Esporte Clube conquistou seu oitavo título estadual na tarde desse domingo, na Arena Pantanal, ao bater o Sinop pelo placar de 3 x 1.

Na primeira partida, disputada em Sinop, na última quarta-feira o Dourado já havia vencido por 2 x 0 com autoridade, abrindo larga vantagem para a decisão.

Chico Ferreira

Time comemora vitória

Obrigado a partir pra cima para tentar reverter o resultado o Sinop veio à Cuiabá com duas mudanças; a principal delas no entanto, surpreendeu: o goleiro Naldo foi substituído por Fernando, sem qualquer justifica plausível do treinador. Cabralzinho – uma das principais peças do ataque do Galo, também não foi escalado.

Nos vestiários, o técnico Paulo Foiani exibiu um vídeo motivacional com depoimentos de familiares de jogadores, durante a preleção, com o intuito de engajar a equipe rumo a virada.

Já o Dourado sacou o zagueiro Marcelo e Doda para as entradas de Lukão e André Mensalão.

Antes da bola rolar, um lance curioso. O árbitro Alinor Silva paixão se aquecia, dando piques em direção a área do Sinop, onde os goleiros se aqueciam; num desses tiros de velocidade, Alinor apontou para a marca do pênalti e ouviu de Naldo: “Aponta esse dedo pro lado de lá né”... O Cuiabá entrou em campo com o uniforme número 1, todo de verde, diante de cerca de 3.500 pagantes. De branco e azul o Galo do Norte ostentava o histórico de três títulos estaduais, com apenas 18 torcedores presentes, postados no setor Norte (atrás do gol do Dourado).

Chico Ferreira

Cuiabá bate Sinop de virada e chega ao oitavo título

Quando a bola começou a rolar o Sinop se mostrou uma equipe defensiva, e o Dourado abriu o placar com Iltinho, mas o árbitro anulou o gol. Aos 5 minutos o Dourado chegou de novo com perigo, em bola cruzada da esquerda, mas a zaga salvou.

Aos 10 minutos Fernando salvou o Sinop na chegada de Iltinho, que, livre de marcação chutou a bola no canto direito da meta do Galo. O Cuiabá penetrava na área adversária com extrema facilidade, mas, numa dessas jogadas Iltinho foi advertido com o cartão amarelo, após falta sobre Everton.

Aos 15, Geilson desceu livre pela esquerda, chutou forte, mas Fernnando defendeu. No contra-ataque a defesa do Cuiabá cochilou, Cleberson lançou Gilmar, que desceu pela esquerda e fuzilou Vitor, que estava adiantado, com um golaço, surpreendendo o Dourado: 1 x 0. O gol ateou fogo no jogo e o Galo foi pra cima em busca do segundo; mas esse ímpeto durou pouco. Daí em diante o Dourado reassumiu o controle e criou várias chances de marcar.

Aos 22, Iltinho passou por dois marcadores do Sinop e chutou forte para a defesa de Fernando, que evitou o empate. Um minuto depois, Genilson chutou forte da direita e Fernando salvou o Galo de novo, mandando para escanteio. Aos 23, Edinei veio de trás e bateu livre, por cima do gol sinopense.

Chico Ferreira

Cuiabá ganha oitivo titulo

Aos 28 minutos Alinor Paixão paralisou o jogo para a hidratação dos jogadores. Na volta o Cuiabá seguiu martelando, mas esbarrava nas defesas de Fernando. Aos 40 minutos, Alinor expulsou Pitty e o clima esquentou. Jogadores e membros da comissão técnica dos dois clubes trocaram agressões e o jogo ficou paralisado por exatos nove minutos.

Torcedores do Cuiabá, que estavam sobre a saída dos vestiários, arremessaram vários objetos no campo de jogo, sobre os jogadores do Sinop. Curiosamente no lance anterior, Jean agrediu Maranhão e a arbitragem nada marcou.

Com um jogador a menos em campo o Sinop se viu obrigado e abdicar da postura ofensiva e tentar se articular para a etapa final. Quando a bola voltou a rolar o Cuiabá empatou com o camisa 17 André Mensalão, com um chute da entrada da área, pelo lado direito, sem chances de defesa para Fernando.

Na etapa final, João Arthur e Cabralzinho entraram no Sinop, que precisaria marcar dois gols para levar a decisão para os pênaltis. Mas, logo no começo do segundo tempo, aos 3 minutos, Alinor Paixão marcou pênalti em favor do Cuiabá, em lance questionado pelo Sinop, após a bola bater na mão de Juazeiro. Na cobrança, Genilson bateu no canto esquerdo e ampliou: 2 x 1, 4 x 1 no placar agregado, jogando a pá de cal sobre as esperanças do time do Nortão.

Após o segundo gol o nível técnico da partida caiu. O Cuiabá passou a administrar a ampla vantagem, enquanto o Sinop não se arriscava mais ao ataque.

Vaiado, após atuação apagada, Cleberson foi substituído por Mosquito no Sinop. No Cuiabá, Zaqueu substituiu Jean e Iltinho deu lugar a Geovani. Aos 29 minutos, Bruno Alves substituiu Everton. Aos 30 minutos, Geovani caiu na área, após defesa do goleiro Fernando, e Alinor Paixão marcou outro pênalti em favor do Cuiabá e amarelou Gilmar. Na cobrança Geovani bateu no meio do gol, fazendo o terceiro: 3 x 1; a essa altura a torcida cuiabanista já gritava “é campeão...”

Agora o Dourado ganha alguns dias de descanso e retoma os trabalhos para a estreia dia 15 na Série C do Brasileiro, diante do Luverdense.

FICHA TÉCNICA
CUIABÁ 3 x 1 SINOP
Local: Arena Pantanal – Cuiabá
8 de abril de 2018
Cuiabá – Vitor Souza; Weriton, Edinei, Lukão e João Ananias; Escobar, Iltinho, Jean e André Mensalão; Weverton e Genilson. Técnico: Itamar Schulle
Sinop – Fernando; Everton, Tairon,Italo e Gilmar; Duda, João Paulo, Pitty e Jeferson; Cleberson e Junior Juazeiro. Técnico: Paulo Foiani
Árbitro: Alinor da Silva Paixão 

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121