07/04/2018 às 01:17h
Termina o prazo para troca-troca partidário; veja quem mudou de sigla

Karine Miranda/GD


Termina nesta sexta-feira (6) o prazo para que os  deputados federais e estaduais que querem mudar de partido para se candidatar nas eleições deste ano o façam sem o risco de perder o mandato. A chamada "janela partidária" foi aberta no dia 8 de março e atraiu vários políticos no Estado. Pelo menos, 11 parlamentares aproveitaram a oportunidade.  Confira as principais mudanças:

Chico Ferreira/Otmar de Oliveira

DEM foi partido que mais recebeu filiações

O partido que recebeu mais filiações foi o  DEM, com 5  novos filiados. Migraram para o partido, o deputado federal Fábio Garcia, os estaduais Mauro Savi, Eduardo Botelho e Adriano Silva, além do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, após deixarem o PSB.

A mudança ocorreu em razão do conflito interno que ocorreu no PSB com a chegada do deputado federal Vatenir Pereira à presidência da Executiva Estadual e a decisão dele de conduzir o  partido para o lado contrário ao que vinha sendo feito.

Isso também fez com que o deputado federal Adilton Sachetti  deixasse o partido e migrasse para o PRB, enquanto o deputado estadual Oscar Bezerra optou por se filiar ao PV. Além disso, o conflito inviabilizou os planos de filiação do deputado estadual Allan Kardec, que deixou o PT também por divergências internas.

Inicialmente, a intenção de Kardec era assumir a presidência do PSB, assim que Valtenir Pereira migrasse para o MDB, porém, este afirmou que não mudaria. Com isso, Kardec se filiou ao PDT.  Dias depois, Valtenir foi expulso da presidência do PSB, onde permaneceu menos de um ano à frente do cargo.

As informações são de que ele retornou ao MDB, partido que estava antes de ir para o PSB. Porém, a assessoria de imprensa do deputado negou a mudança e ele não atendeu as ligações do Gazeta Digital para confirmar as afirmações. Também houve troca-troca no PSD com a saída do deputado estadual Leonardo Albuquerque, que migrou para o Solidariedade.

 Já o deputado estadual Adalto de Freitas, que estava no Solidariedade, decidiu se filiar ao Patriota. Outro parlamentar que aproveitou a oportunidade para trocar de partido foi o deputado federal Victório Galli. Ele deixou o PSC e migrou para o PSL para apoiar o presidenciável Jair Bolsonaro.

Essas mudanças são o primeiro passo para os parlamentares viabilizarem seus projetos políticos para as eleições deste ano, que ocorrem no dia 7 de outubro.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121