04/04/2018 às 11:40h
O que diz a imprensa estrangeira sobre Lula e o julgamento no STF

Luiz Inácio Lula da Silva em março de 2018: Lula: a emissora de TV Al Jazeera chamou o ex-presidente de "candidato Schrödinger"© Reuters Lula: a emissora de TV Al Jazeera chamou o ex-presidente de "candidato Schrödinger"

Lula vai para a cadeia ou a Lava Jato vai virar pizza? A resposta depende, em boa parte do julgamento do pedido de habeas corpus do ex-presidente, que acontece nesta quarta-feira no Supremo Tribunal Federal (STF). Se o habeas corpus for concedido, Lula só poderá ser preso depois de esgotadas todas as possibilidade de apelação – o que pode demorar vários anos.

Leia mais:

Tempo real: acompanhe a repercussão do julgamento de Lula

Relembre todas as ações contra o ex-presidente na Lava Jato

Veja a cobertura completa da decisão no Supremo

Além disso, se essa for a decisão do STF, outros condenados em segunda instância poderão, também, requerer sua liberdade. A imprensa internacional vem acompanhando o caso. Veja o que dizem quatro noticiários de outros países sobre o julgamento.

The Guardian: Lula não ficará preso muito tempo

“O destino do ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, está em suspenso enquanto a suprema corte do país se prepara para o julgamento que poderá leva-lo à cadeia antes da eleição de outubro, para a qual ele é hoje favorito”, diz uma reportagem do jornal londrino The Guardian.

O jornal explica por que Lula foi condenado à prisão: “Os procuradores dizem que Lula recebeu a promessa de um apartamento de frente para o mar, no valor de R$ 2,2 milhões num esquema de corrução de R$ 88 milhões para ajudar a construtora OAS a obter contratos com a empresa estatal de petróleo, Petrobras.”

O Guardian ainda cita o cientista político Maurício Santoro, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), para quem “todos os sinais do Judiciário até agora indicam que Lula será encarcerado – é só uma questão de tempo.”

O jornal, porém, ressalva: “Se Lula, que tem 72 anos, for preso, é improvável que cumpra uma sentença longa. Na semana passada, o ex-parlamentar, ex-governador e ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf, que já foi procurado pela Interpol, foi libertado e transferido para prisão domiciliar sob alegação de problemas de saúde – depois de cumprir quatro meses de prisão por corrupção.”

Le Monde: a decisão está com Rosa Webster

O diário parisiense Le Monde dá destaque à figura de Rosa Webster, que deverá dar o voto decisivo no julgamento de amanhã. A ministra do STF é descrita pelo jornal como séria, discreta e cumpridora de seus deveres. Cinco ministros do STF tendem a votar a favor do habeas corpus; e outros cinco, contra, diz o Le Monde. A Rosa Webster, que só deve revelar seu voto durante a sessão no STF, caberá desempatar o jogo.

Sobre Lula, o diário francês diz: “Condenado em segunda instância a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lula joga sua última cartada. Se seu pedido for recusado, o ídolo da esquerda brasileira, favorito para as eleições de outubro, não terá outra opção senão passar a residir numa das penitenciárias do país.”

Clarín: Lula caiu na Lei da Ficha Limpa

“Lula às portas do cárcere?”, pergunta o diário argentino Clarín. O jornal publicou uma extensa reportagem sobre o ex-presidente brasileiro produzida pela agência DPA. Ela assinala a crescente tensão no Brasil à medida que se aproxima o julgamento no STF e faz uma retrospectiva dos fatos que levaram Lula à situação atual. O noticiário observa que o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) já negou um pedido anterior de habeas corpus de Lula. Agora, é a vez de o STF tomar sua decisão.

O Clarín também comenta a intenção de Lula de candidatar-se novamente à Presidência: “A chamada Lei da Ficha Limpa, promulgada pelo próprio Lula, impede o ex-presidente de ser candidato devido à sua condenação. O Tribunal Superior Eleitoral deve, mesmo assim, emitir um parecer formal no caso de o PT tentar registrar oficialmente a candidatura de Lula. Isso deve ocorrer só em agosto.”

Al Jazeera: Lula é o “candidato Schrödinger”

O site em inglês da emissora de TV Al Jazeera, do Catar, cunhou uma das mais pitorescas metáforas sobre a situação de Lula. Numa reportagem publicada na semana passada, o site chamou o ex-presidente de “candidato Schrödinger”. O termo faz referência ao Gato de Schrödinger, experimento mental proposto por esse físico austríaco em 1935.

Schrödinger imaginou uma caixa onde um gato, uma ampola de veneno, um martelo, uma substância radioativa e um medidor de radiação eram combinados de tal forma que um observador não teria como saber se o gato estava vivo ou morto sem abrir a caixa. Do ponto de vista de quem estava fora, o felino estaria vivo e morto ao mesmo tempo. O físico usou a metáfora para explicar o princípio da incerteza da mecânica quântica.

“Pegando essa ideia emprestada, o ex-presidente do Brasil Luís Inácio Lula da Silva é o candidato Schrödinger: dentro de uma caixa onde sua candidatura é (metaforicamente) tanto viva como morta”, diz a Al Jazeera. O site explica que Lula é líder nas pesquisas eleitorais. Mas pode ir para a cadeia em breve, ficando fora da corrida presidencial. É uma candidatura viva e morta ao mesmo tempo.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121