04/04/2018 às 11:36h
Aliado do governador, Max Russi assume o PSB e Valtenir retorna ao MDB

Welington Sabino/GD


Mayke Toscano/Gcom-MT

Max Russi assume presidência do PSB e diz que a meta é buscar filiados e reconstruir o partido

Após enfrentar um período turbulento, marcado por brigas internas e debandada de filiados detentores de mandato, por causa do deputado federal Valtenir Pereira que voltou em junho de 2017, o PSB passa a ser comandado pelo deputado estadual Max Russi a partir da próxima segunda-feira (9).

A decisão, novamente, é uma determinação da Executiva Nacional sob a presidência de Carlos Siqueira, a exemplo do que ocorreu no ano passado quando Valtenir assumiu o comando da legenda com carta branca para fazer mudanças, destituir diretórios e brigou com as principais lideranças do partido.

Com a mudança de comando, Valtenir retorna para o MDB de Carlos Bezerra. Já o PSB volta para a base do governador Pedro Taques (PSDB) e vai trabalhar pela reeleição do tucano. O secretário de Agricultura Familiar, Suelme Fernandes, será o novo secretário-geral do partido.

Com o grupo de Taques no comando do PSB, quem terá que procurar outra legenda ainda esta semana é o deputado estadual Allan Kardec que deixou o PT e anunciou sua filiação ao PSB, mas foi rejeitado pelo grupo de Valtenir. Por ser oposição a Pedro Taques, ele não deverá insistir para se filiar ao partido como vinha anunciado para medir forças com Valtenir. O prazo para filiações e trocas de partido para quem pretende disputar as eleições deste ano termina na próxima sexta-feira (7).

Divulgação

Max Russi e Suelme Fernandes reunidos com o presidente nacional do PSB Carlos Siqueira

Ao Gazeta Digital, Max Russi disse que a mudança no comando da legenda já está definida. “Estivemos hoje com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, eu e o Suelme e ficou construído esse alinhamento. Eu assumo a presidência e o Sulelme será o secretário-geral do partido, a partir de segunda-feira”, explicou.

Russi sempre foi da base de Taques mesmo quando Valtenir reassumiu o partido e tentou promover mudanças impondo suas vontades. “Ele também esteve hoje como presidente e vai para o MDB”, acrescenta Russi quando questionado sobre a situação de Valtenir.

“Agora o PSB volta pra base pra base e até sexta-feira vamos buscar candidatos para deputado estadual e federal. Depois disso, na próximas semanas vamos convidar prefeitos”, complementa o deputado.  Atualmente, o PSB tem 9 prefeitos e Russi antecipou que a meta da legenda sob o seu comando é tentar dobrar esse número de gestores filiados ao partido.

A partir de junho de 2017, o PSB sob a presidência de Valtenir Pereira, ganhou os noticiários por causa de desgastes e brigas internas que resultaram na desfiliação dos deputados estaduais Eduardo Botelho, Mauro Savi, e Adriano Silva, do deputado federal Fábio Garcia e do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes. Todos foram para o Democratas.

Agora, Max Russi afirma que a meta é buscar novos filiados. Garante que esse não é o momento de mexer nos diretórios municipais. Questionado sobre o clima interno e os apoiadores de Valtenir, ele ameniza. Acredita que o pior já passou. “Vamos tentar agregar mais, aparentemente está tudo bem. Lógico que a nossa vinda para a presidência não agrada a todo mundo, mas está tranquilo. Sou filiado antigo e vamos valorizar o pessoal antigo. Quem quiser vai continuar”, pondera.

Sobre a situação de Allan Kardec, o novo presidente do PSB diz que não sabe como ficará o ex-petista. “Se ele quiser vir, que venha, mas ciente que o partido vai apoiar o governador", alerta.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121