02/04/2018 às 11:18h
Polícia Civil prende dupla que arrombou várias lojas

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, em investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Várzea Grande, prendeu dois homens identificados em furtos cometidos lojas, mediante escalada de parede e rompimento de obstáculos. Os suspeitos, Junior Aparecido da Cruz, 33, e Fabrício Rozendo de Oliveira, 20, foram presos no sábado (31.04). Os dois são moradores de rua e ambos têm passagens por tráfico de drogas e furtos qualificados.

A delegada Elaine Fernandes da Silva disse que a dupla estava promovendo um “verdadeiro arrastão”, nas madrugadas,  em lojas da região central de Várzea Grande. “Foi uma prisão muito importante porque os índices de roubos a comércio, na madrugada, estavam aumentando. Esses criminosos são moradores de rua e isso dificultava a prisão”, destacou.

Em um dos furtos, os criminosos cortaram a cerca elétrica, subiram no teto e após quebrar o gesso entraram em uma empresa, localizada na Alzira Santana, no centro, de onde subtraíram R$ 4 mil em mercadorias. Além do prejuízo da mercadoria, a vítima relatou a Polícia Civil que terá, novamente, repor a cerca de elétrica, uma vez que esta era a segunda vez que era furtada.

Os autores foram descobertos após os policiais analisarem imagens do circuito de segurança de lojas próximas a empresa furtada e reconhecer Junior Aparecido da Cruz, que havia sido preso em dezembro de 2017 por furto cometido na mesma empresa. Na ocasião, ele não ficou muito tempo na cadeia e em janeiro de 2018 furtou uma farmácia em Várzea Grande, da rede Drogasil.

Diante da descoberta, os investigadores iniciaram diligências ininterruptas para localizar o suspeito, que por serem moradores de rua, não têm paradeiro fixo. Júnior e o comparsa foram localizados na madrugada de sábado, na região do Zero Km. Os dois alegaram que a mercadoria foi repassada a um casal de receptadores, donos de uma mercearia no bairro da Manga.

Na residência do casal,  os policiais encontraram apenas a mulher, R.C.A, que foi detida e conduzida à Delegacia. Na casa foram apreendidos:  uma caixa de produtos natura, todos embalados;  peças de roupas com etiquetas, reconhecida pela dona de uma loja furtada também na madrugada de sábado; peças de roupas furtadas na loja América Jeans, cujo furto ocorreu no dia 26 de agosto de 2017; materiais de construção,  reconhecidos pelo representante da empresa Coluna Materiais de Construção, que teve a loja invadida no dia 22 de março de 2018; roupas com etiquetas da loja Moda Mania, furtada na madrugada de 28 de março; e ainda relógios. 

Na Delegacia, o suspeito Junior Aparecido da Cruz confessou a prática de alguns dos furtos  e no momento da prisão ele usava um bonés furtado de uma das lojas. Eles ainda contaram à Polícia Civil que se sustentam com o dinheiro dos furtos, além de serem contumazes na prática dos delitos.  

A delegada Elaine Fernandes, frisou que a ação da equipe de integra atendimento de  local de crime é “digna de elogios”. “O crime de furto é um dos delitos mais difíceis de ser investigados, sobretudo, quando os autores se tratam de moradores de rua, como é o caso em análise. Ao passo que, conseguir prender em flagrante os autores e recuperar as reses subtraídas demonstra a dedicação e a competência da equipe”, afirmou.

Participaram da ação os investigadores Lucas Branquinho, Lenilson Barros, Waldemar Castro, Osvaldo Malheiros e José Ferreira. 

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121