28/03/2018 às 02:25h
Mulher que alugou casa para cavar túnel até a PCE é presa no Pará

Assessoria | PJC-MT

A mulher que alugou uma casa para abrigar criminosos que cavaram um túnel de acesso a Penitenciária Central do Estado (PCE) foi localizada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). A suspeita, Rosângela Barros da Silva, foi presa na cidade de Jacundá, no Pará, nesta terça-feira (27. 03), pela Polícia Civil.

O túnel de aproximadamente dois metros e meio de profundidade e cerca de quatro metros de comprimento, sentido casa a Penitenciária, foi descoberto no dia 28 de dezembro de 2017, evitando a fuga de detentos da unidade.http://www.policiacivil.mt.gov.br/noticia.php?id=17290

A mulher que é suspeita de integrar quadrilha de roubos a bancos foi presa com nome falso junto com mais quatro homens. Com eles foram apreendidos equipamentos, que supostamente seriam utilizados no arrombamento da agência do Banco do Bradesco do município de Jacundá (BA).

A suspeita possui mandado de prisão da comarca de Poconé (MT), pelo crime de roubo.

Após a prisão no Pará, equipes da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) identificaram que a presa com o nome falso de Talita Santos Faria, era Rosângela Barros da Silva, procurada pela Polícia matogrossense.

Com a notícia da prisão da quadrilha, divulgada na imprensa local e compartilhadas em grupos nas redes sociais, policiais do GCCO alertaram a Polícia Civil do Pará, que acabou confirmando o verdadeiro nome da mulher.

Rosângela responderá pelo crime de integrar organização criminosa e será interrogada via carta precatória, encaminhada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) à Polícia Civil de Jacundá (PA).

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121