24/03/2018 às 09:57h
PSL baixa resolução a fim de filiar juíza Selma

 A Gazeta


O Partido Social Liberal (PSL) vem apostando todas as suas fichas na filiação da juíza Selma Arruda para disputar uma das duas vagas ao Senado. Tanto que, depois de feito um convite oficial à magistrada, a Executiva Estadual da legenda baixou uma resolução proibindo a filiação de pessoas “delatadas” ou “envolvidas em corrupção”. A medida foi aprovada no dia 10 de março, logo após o ex-prefeito de Sorriso, Dilceu Rossato - pré-candidato ao governo pelo PSL - se reunir com a juíza.

João Vieira

PSL baixa resolução a fim de filiar juíza Selma

Em entrevista para A Gazeta publicada na edição desta sexta-feira (23), Selma afirmou interesse em disputar um cargo legislativo, desde que não precise subir em um palanque com pessoas processadas por corrupção. “Se o palanque for leve, sem caixa dois, sem pessoas delatadas, eu topo”, disse.

Quem também vem articulando a filiação de Selma ao PSL é o deputado federal Victório Galli, que migrou para o partido recentemente para seguir Jair Bolsonaro (PSL/RJ), pré-candidato à Presidência da República.

Segundo o parlamentar, o presidenciável é um dos maiores entusiasta da adesão da magistrada à sigla. “Ele elogiou a postura dela, a trajetória no combate à corrupção e deseja contar com ela. Ela se encaixa no perfil do partido”, afirma Galli, para quem é possível que Selma saia vitoriosa numa disputa ao Senado.

Dirigentes do PSL ainda afirmam que o próprio Bolsonaro já fez um convite à Selma, por meio de vídeo. As imagens, no entanto, estariam guardadas a “sete chaves” para um momento oportuno. O partido prepara para o dia 5 de abril um grande ato de filiação em Cuiabá, evento que deve contar com a participação de Bolsonaro.

De acordo com a legislação eleitoral, quem pretende concorrer a cargos eletivos no pleito de 2018 deve se filiar a um partido até o dia 7 de abril. O último dia para os partidos e coligações apresentarem à Justiça Eleitoral os requerimentos de registro de candidaturas é 15 de agosto.

Selma Arruda confirmou para A Gazeta intenção de disputar, mas sustentou que o pedido de aposentadoria, protocolado na quinta-feira (22), não tem somente essa motivação. “Não tenho vaidades, pode ser Senado ou para deputada”, completou quando questionada que cargo lhe interessa. “Só gostaria de contribuir para melhorar a legislação, com toda experiência que tenho da minha carreira”, revelou. “Nem para deputada estadual eu descarto”, completou. 

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121