22/03/2018 às 01:12h
Médicos britânicos usam células-tronco para restaurar visão de pacientes com degeneração macular


© Reprodução


Médicos britânicos deram um enorme passo em direção a curar uma forma comum de doença ocular crônica ligada à idade. Dois pacientes idosos com degeneração macular do Hospital Moorfields Eye, em Londres, receberam uma terapia de célula-tronco de ponta como parte de um pequeno teste para melhorar a visão em pessoas com perda de visão severa e repentina causada pelo que é conhecido como degeneração macular “úmida”, em que vasos sanguíneos anormais crescem sob a retina e a mácula no olho.

• Queda de vacinação na Europa resultou em mais de 21 mil casos de sarampo em 2017
• Vapor de cigarros eletrônicos possui altos níveis de chumbo e arsênio

A degeneração macular “úmida” é menos comum do que a “seca”, mas é uma forma mais severa da doença que ocorre à medida em que a degeneração macular “seca” progride. Ela raramente causa cegueira total, mas pode ocasionar manchas e pontos cegos que dificultam enxergar com clareza. A ideia era substituir essas células oculares doentes usando células-tronco advindas de um embrião humano e então inseridas na parte posterior do olho.

Células-tronco embrionárias são especiais porque têm a capacidade de se tornar qualquer tipo de célula no corpo humano. Neste caso, elas se tornaram o tipo de célula que compõe o epitélio pigmentar da retina. Elas foram inseridas em um suporte para colocá-las no lugar, uma faixa viva de células com apenas uma camada de espessura. Essa faixa foi então inserida cirurgicamente sob as hastes e cones da parte traseira do olho.

A técnica e os resultados do estudo foram publicados online no periódico Nature Biotechnology nesta semana.

No site do hospital, os pesquisadores relataram que os dois pacientes do estudo passaram de ser incapazes de ler mesmo com óculos a ler de 60 a 80 palavras por minutos com óculos de leitura normais. Cada paciente teve apenas um olho operado. A visão melhorada se manteve estável por um ano.

Até agora, o tratamento parece ser seguro e eficaz, mas os pesquisadores apontam que o trabalho ainda está em seus estágios iniciais e que mais testes são necessários.

Ainda não é exatamente uma cura. Os pacientes nos testes puderam ler novamente, mas sua visão ainda não estava completamente restaurada.

Os resultados, no entanto, são um desenvolvimento interessante na terapia de célula-tronco que sugere um futuro em que, talvez, envelhecer possa ser um pouco menos doloroso
Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121