09/03/2018 às 03:05h
Fla acerta bases para renovação de Lincoln com multa de R$ 200 milhões

Já está tudo certo entre Flamengo e Lincoln para que a renovação de contrato do atacante de 17 anos seja assinada ainda nesta sexta. O acordo envolve o pagamento de luvas ao jogador, aumento salarial e a prorrogação do vínculo até dezembro de 2023. A multa da joia chegará perto dos R$ 200 milhões.

A informação foi publicada pelo "Esporte Interativo" e confirmada pelo LANCE!.

Mesmo que seja assinado na sexta, o contrato só passa a ter validade em 16 de dezembro, quando Lincoln completa 18 anos. No Brasil, a lei só permite os maiores de idade assinarem vínculos com mais de três anos de duração.

O atual contrato do jovem, firmado em janeiro de 2017, vai até 16/12/2020.

O acerto com Lincoln é mais um do Flamengo com atletas revelados na base. Em 2017, a diretoria já prorrogou os contratos de Jean Lucas, Lucas Silva, Vitor Gabriel, Patrick, Matheus Dantas, jovens que já tiveram chances no profissional.

Paquetá conversa com Lincoln no treino. O meia pode ser titular, mas Diego estará à disposição© Lucas Paquetá e Lincoln no Ninho (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo) Paquetá conversa com Lincoln no treino. O meia pode ser titular, mas Diego estará à disposição

DESTAQUE PELAS SELEÇÕES DE BASE

A promessa do Fla também acumula passagens de destaque pelas seleções de base. Em 2017, conquistou com o Brasil o Sul-Americano Sub-17. Na briga pela artilharia, com cinco gols, Lincoln só ficou atrás de Vinícius Júnior, com sete.

No Mundial da categoria, disputada também em 2017, o Brasil caiu na semifinal para a Inglaterra, que seria a campeã depois. A Seleção Brasileira conquistou o terceiro lugar e Lincoln, com três gols na competição, foi um dos destaques.

Dois anos antes, em 2015, Lincoln também estava no grupo do Brasil que conquistou o título do Sul-Americano Sub-15, mas era reserva na equipe.

Na última semana, Lincoln foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-20, que disputa dois amistosos com o México, em Manaus, nos dias 22 e 25 de março. O Fla pediu a desconvocação dele, e do Vinícius Júnior, e a dupla foi liberada.

Edu Gaspar, coordenador das seleções da CBF, revelou uma frustração com a decisão da diretoria do Flamengo, já que o treinador Tite, do Brasil, desejava observar o futebol de Lincoln, de 17 anos, no meio de jogadores mais velhos.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121