25/02/2018 às 10:47h
Três mulheres são atingidas por carro que disputava

Celly Silva/ GD


Três mulheres, ainda não identificadas, foram atropeladas enquanto esperavam o ônibus na parada que fica em frente ao supermercado Comper da Avenida Tenente coronel Duarte, cruzamento com a 15 de Novembro, na Prainha, região central de Cuiabá, na manhã deste sábado (24).

Reprodução

Elas foram vítimas de Estênio Rodrigo Rici e Piero Vicenzo Parini Júnior que dirigiam um Toyota Corolla prata e um Corolla branco e disputavam o chamado “racha”. O Corolla prata bateu no ponto de ônibus e ficou parcialmente destruído. O acidente ocorreu por volta das 7 horas. Os homens tinham saído da boate Musiva.

Policiais militares fizeram o isolamento do local e mantiveram os condutores detidos dentro da viatura. As mulheres, sendo uma idosa, aguardaram no chão o atendimento médico até serem socorridas e encaminhadas para o Pronto-Socorro de Cuiabá.

Ainda não há informações sobre o estado de saúde das vítimas. Uma delas, identificada Mariana da Costa,  trabalha no ramo de assessoria em cobrança e estava indo para o trabalho. Ela não sofreu fraturas, apenas ferimentos leves, chegou a ir para o Pronto-Socorro, mas já foi liberada.

João Vieira

Um dos motoristas envolvidos no racha

O trânsito registrou lentidão no local pois o Corolla prata ficou no meio da avenida obstruindo a via.

O motorista de um Corsa vermelho, que testemunhou o racha, relatou que o condutor do Corolla branco ainda tentou fugir após o acidente, mas não conseguiu porque "trancou" sua passagem.

“Eu vi dois cidadãos, infelizmente, totalmente embriagados tirando racha, de pega de carro na avenida, onde tinham várias pessoas trajetando para ir ao trabalho e eles pela infelicidade e irresponsabilidade atropelaram várias pessoas. Um teve o carro muito danificado e não conseguiu sair do lugar e o outro pela infelicidade dele, eu trabalho na área de segurança, abordei ele porque o mesmo ia sair do local. Eles não disseram  nadaquando saíram do carro, eu abordei e tomei as chaves. A única coisa que falaram é que iam pagar os danos", relatou a testemunha à repórter Patrícia Helena Dorileo, da TV Vila Real, que acompanha o caso no local.

Além da tentativa de fuga, após serem detidos pelos policiais militares, os homens envolvidos no racha ainda teriam tentado argumentar que eram filhos de magistrados.

João Vieira

Um dos motoristas envolvidos no racha

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e a equipe da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran) vão investigar o caso. (Colaboraram João Vieira, repórter fotográfico do GD e Patrícia Helena Dorileo, repórter da TV Vila Real).

 

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121