22/02/2018 às 01:07h
Grohe defende pênalti e garante título da Recopa para o Grêmio

Foram 120 minutos de sofrimento, nervosismo e luta, mas o Grêmio sagrou-se campeão da Recopa Sul-Americana. Marcelo Grohe foi o herói da conquista, defendendo o pênalti decisivo depois de empate sem gols.

No jogo de ida, as duas equipes tinham empatado em 1 a 1. Ninguém saiu vencedor também com a bola rolando, e coube a Grohe ser decisivo no desempate por penalidades.

Tensão, chances de gol e clima de decisão

Um final entre argentinos e brasileiros só poderia ter um desfecho: um jogo quente, pegado, com muito nervosismo e clima de final sul-americana. Apesar de certa violência no primeiro tempo, foi também uma partida com bons lances dos dois lados, com o Grêmio mais perigoso.

O primeiro grande lance foi logo aos sete minutos. Everton recebeu bom passe de Alisson, driblou o goleiro e completou para o gol. Amorebieta salvou em cima da linha.

Não foi a única oportunidade clara do Grêmio, embora o Independiente também tenha ameaçado o gol de Grohe. Em bobeada da defesa argentina, aos 37 minutos, Luan saiu livre na área e pegou de primeira, visando o canto. Errou por pouco.

Antes do intervalo, mais um lance polêmico do auxiliar de vídeo. Amorebieta deixou a sola no peito de Luan em dividida na entrada da área, o juiz não viu de primeira, mas ao perceber um rasgo entre as costelas do atacante, que ficou caído, o árbitro consultou o vídeo e expulsou o zagueiro.

Atacantes falham e Campaña brilha

Com um a mais, o Grêmio voltou para o segundo tempo pressionando o Independiente. Campaña passou a se destacar no gol argentino e, aos oito minutos, fez defesa espetacular com a ponta dos pés, no mano a mano com Everton.

O Independiente abdicou de atacar para reforçar sua marcação, que seguiu implacável, mesmo com 10. O Grêmio teve muita dificuldade para entrar na área em condições de finalizar, mesmo com as entradas de Jael e Maicosuel.

A partida acabou por ir para a prorrogação. E Jael finalmente acertou um lance na partida, em cabeçada no travessão. O Independiente ainda conseguiu bom contra-ataque com Benítez, que não foi feliz na hora de finalizar.

Campaña voltou a ser decisivo no segundo tempo da prorrogação. Jael cobrou falta com força, a bola desviou na barreira e quase enganou o goleiro, que conseguiu se recuperar a tempo.

O Independiente por muito pouco não encontrou o gol da vitória a poucos minutos do fim. Meza, livre, cabeceou cruzado. A bola ainda passou por dois jogadores argentinos na pequena área e ninguém completou o serviço.

Grohe decide no último pênalti

A decisão foi para os pênaltis. Maicon, Gaibor, Cícero, Meza, Jael, Domingo, Everton, Romero, Luan: nenhum deles deu chances de defesa para os goleiros. Na última batida, Benítez não teve a mesma confiança na batida e Marcelo Grohe fez a defesa do título da Recopa.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121