30/12/2017 às 10:46h
Com três baixas, Corinthians tem alvo para todas as posições de linha


Campeão paulista e brasileiro com campanhas memoráveis, o Corinthians esperava iniciar o ano de 2018 com a manutenção da base e apenas poucas contratações pontuais. A saída de jogadores importantes e as consideradas oportunidades de mercado turbinaram a atuação no mercado e hoje o clube se vê com alvos para todas as posições, exceto a de goleiro.

Até o momento, o Timão perdeu três jogadores titulares em 2017: o zagueiro Pablo, sem acordo para renovação, o lateral-esquerdo Guilherma Arana, vendido ao Sevilla (ESP) e o atacante Jô, vendido ao Nagoya Grampus (JAP). Natural, portanto, que houvesse nomes indicados para suprir essas ausências. Hoje, são eles os mais cotados: Henrique, que rescindiu com o Fluminense, para a zaga, Danilo Avelar e Juninho Capixaba para a lateral esquerda e Tréllez, para a posição de centroavante.

No caso da lateral esquerda, a avaliação interna era de que um atleta mais experiente, no caso Avelar, poderia resolver a situação, já que o clube poderia contar também com Moisés, reserva imediato de Arana, o retorno de Guilherme Romão, emprestado ao Oeste, e Marciel, volante que atuou improvisado. No entanto, Juninho Capixaba surgiu como uma oportunidade interessante de marcado, após fazer um bom Brasileiro pelo Bahia. Ele tem apenas 20 anos e a diretoria negocia com os baianos sua aquisição. Com isso, o clube já liberou Marciel à Ponte Preta por empréstimo e espera envolver Moisés na negociação por Capixaba.

Carille também não via necessidade da contratação de mais um volante. Entende como satisfatórias as opções para a posição. Porém, há tempos ele acompanha e gosta do futebol de Renê Júnior, outra opção de mercado já que ficou sem contrato após terminar seu empréstimo com o Bahia. O comandante também vê o jogador atuando em diferentes posições do meio de campo, inclusive aberto pela direita.

No ataque, o colombiano Santiago Tréllez virou alternativa para suprir a ausência de Jô. O jogador do Vitória era pretendido antes da venda do titular e sua chegada também não inviabiliza a chegada de outro nome para a posição. Caso seja contratado, porém, Carille se vê atendido, ainda mais porque também conta já com Júnior Dutra, único reforço anunciado até este momento. A ideia do técnico é usar Dutra pelos lados, mas também pode ser 9. Outro atacante de lado pode chegar, mas não está descartada a volta de Lucca caso ele não seja negociado com alguma equipe.

Por fim, está na meia a sonhada cereja do bolo para o mercado corintiano. Colocado na lista de negociáveis pelo Fluminense, que atravessa situação financeira delicada, Gustavo Scarpa também é visto como oportunidade de mercado. Se tivesse de arcar com os custos de sua contratação, o Corinthians admite que nem sequer o cogitaria. No entanto, o Flu topa emprestá-lo em troca de alguns jogadores. Antes dessa possibilidade, Carille já pensava em voltar a atuar com Jadson centralizado na meia, além de ter o titular Rodriguinho e Giovanni Augusto e Rodrigo Figueiredo para a posição.

A ideia da diretoria é estar com o elenco praticamente fechado até a apresentação do elenco, marcada para o próximo dia 3, quarta-feira. No entanto, isso dificilmente acontecerá, já que as negociações estão complicadas. Enquanto isso, os dirigentes tentam acelerar o processo, que só não tem, por ora, a busca por um goleiro. Cássio, Walter (recuperando-se de cirurgia), Caíque França e Filipe aparecem como opções para a meta.

A diretoria ainda luta para manter os demais titulares. A ideia é não ter mais nenhuma baixa. Há, porém, preocupação com possíveis propostas para o zagueiro Balbuena e o meia Rodriguinho, o que faria o clube intensificar ainda mais a busca por reforços. Cássio, Fagner e Camacho já tem renovação de contrato apalavrada.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121