22/12/2017 às 10:18h
Conheça a Universidad Concepción, rival do Vasco na estreia da Liberta


A Universidad de Concepción iniciou esta luta em 2017 para não descer à Primera B. Em seus planos, ele nunca teve em mente se classificar para a Conmebol Libertadores recentemente, mas sua campanha na primeira parte do ano foi boa, terminando em terceiro lugar atrás de Colo Colo e Universidad de Chile, campeão do torneio Clausura.

O segundo semestre foi discreto. Foi de poucos triunfos e muitos laços. Ele não perdeu muitas partidas. O torcedor do Vasco da Gama perguntará como esta equipe chilena conquistou a vaga na Libertadores. A resposta é simples: Colo Colo foi o campeão da Transição e desocupou seu lugar na final do segundo classificado, dando seu lugar aos "penquistas", que não perderam a oportunidade de jogar a segunda Copa Libertadores depois de vencer a Unión Española.

Quanto aos seus jogadores, a Universidad de Concepción tem excelentes atletas. No gol, Cristian "Tigre" Muñoz, que com 40 anos jogou sua última temporada como profissional. O antigo goleiro de Boca Juniors e Colo Colo é uma garantia.

Na defesa, o paraguaio Gustavo Mencia foi um sucesso do clube "auriazul". Assinado no início deste ano, os Guarani deram força à retaguarda e provavelmente fornecerão experiência internacional para um clube que tem poucas participações em torneios continentais. Outro jogador que se destaca no elenco é Ronald de la Fuente, que pode ser calmamente o novo lateral-esquerdo da seleção nacional chilena.

No meio-campo, Hugo Droguett foi transformado em seis meses no emblema deste elenco. Aos 34 anos, ele foi o motor dessa equipe contribuindo e indo além. Com objetivos importantes, como os lances que ele fez contra a Unión Española. Ele é o jogador a destacar nesta pintura, onde Fernando Manríquez e Alejandro Camargo, seus companheiros no mercado intermediário, também brilham.

Para jogar a Conmebol Libertadores, a Universidad de Concepción precisa urgentemente de um atacante experiente, que sabe como jogar essa chave contra o Vasco. Hoje eles não o têm e certamente será a prioridade quando se reforçar durante estas semanas. Por enquanto, o ponto fraco desta tabela porque seus atacantes praticamente não se firmaram, deixando outros jogadores serem responsáveis ​​por alcançar a grande área rival e marcar os gols.

A Universidad de Concepción não vai levar o cartaz favorito na série contra o Vasco da Gama, mas quer fazer história nesta Conmebol Libertadores de 2018. O motivo é simples: em suas participações anteriores neste torneio como na América do Sul, nunca foi além desta fase, então eles têm uma enorme responsabilidade diante dos cariocas para encontrar o caminho para a fase de grupos da Libertadores.



Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121