16/12/2017 às 09:30h
Projeto Arte e Cultura em Ação chega a 12ª edição valorizando o policial civil

Assessoria PJC | MT

A alegria, descontração e talento, tomaram conta da 12ª edição do Arte e Cultura em Ação: Revelando Talentos da PJC, realizada na tarde de sexta-feira (15.12), no auditório do prédio da Diretoria Geral da Polícia Judiciária Civil, em Cuiabá.

Com 16 atrações, o evento de confraternização de 2017 mostrou diferentes aptidões artísticas como cantos, pintura em tela, desenhos em grafite e artesanatos, todos apresentados pelos policiais civis e seus familiares.

O “Arte e Cultura em Ação: Revelando Talentos da PJC é promovido desde o ano de 2006, pela Coordenadoria de Gestão de Pessoas através da equipe psicossocial da Gerência de Aplicação Desenvolvimento, Saúde e Segurança (GADSS).

Como tradição, o encontro artístico e cultural, acontece na segunda quinzena do mês de dezembro, com o objetivo de valorizar a participação e integração dos servidores, revelar e divulgar talentos, além de proporcionar diversão, promover saúde, bem-estar e uma melhor qualidade de vida.

A abertura oficial foi feita pelo diretor de Execução Estratégica da PJC, Mario Dermeval Aravechia de Resende, que destacou a finalidade do projeto, que também visa fortalecer a autoestima e proporcionar qualidade de vida.

“Todos os servidores, os artistas das artes, artistas da profissão e artistas da vida, são  bem-vindos nesse evento cultural de confraternização. É com muita satisfação que declaro aberta oficialmente a 12ª edição do Arte Cultura em Ação”, disse o delegado. 

Participando pela segunda vez do projeto, a escrivã de polícia, Maria Eudes Carvalho Venturim, lotada na Central de Flagrantes de Várzea Grande, falou de sua satisfação em integrar a lista de artistas, que engrandecem e abrilhantam o evento.

“Com 25 anos de carreira policial, eu tive um sério problema de depressão e logo o médico pediu para nas horas vagas, fizesse coisas que me trouxesse prazer. Foi quando comecei a fazer artesanatos, como bonecas de pano, acessórios e tiaras de cabelo, entre outros trabalhos feitos a mão”, contou. 

“Além de ser um momento de confraternização e rever os amigos, vejo aqui como uma oportunidade única para expor e demonstrar, outro tipo de trabalho que faço, bem diferente ao qual desenvolvo na minha profissão”, completou Maria Eudes. 

Estreando na 12ª edição, a investigadora de polícia Jaqueline Santos, da Diretoria de Execução Estratégica (DEE), apresentou aos convidados o seu talento de confeccionar produtos feitos em casa.

“Comecei a fazer os laços de cabelo para minhas sobrinhas, depois tomei gosto do trabalho e há cerca de um ano passei a vender. Estou participando pela primeira vez desse evento, que além de descontraído proporciona momento de valorização do servidor”, disse.

Em contra partida e marcando presença em todas as edições do “Arte Cultura em Ação o servidor recém-aposentado, Gonçalo Josué do Nascimento, alegrou o auditório com suas músicas cuiabana ao som dos teclados.

“Me sinto muito   prestigiado por participar desse evento de vem acontecendo anualmente. Permite reencontrar colegas de outras delegacias, além de poder mostrar as músicas escritas por mim”, comentou o servidor aposentado Gonçalo Josué do Nascimento.

Na ocasião, além de contemplar os talentos dos servidores da PJC, os presentes participaram de sorteios de brindes.

 

Foto: ASSCOM
Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121